Mais Lidas

  1. Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

    Entretenimento

    Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

  2. Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se revoltam

    Mundo

    Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se...

  3. Governistas já ensaiam discurso de oposição - e cobram até redução de ministérios

    Brasil

    Governistas já ensaiam discurso de oposição - e cobram até redução...

  4. Atriz revela ser dublê de corpo do nude de Maitê Proença

    Entretenimento

    Atriz revela ser dublê de corpo do nude de Maitê Proença

  5. Suzane Richthofen deixa cadeia em saída do Dia das Mães

    Brasil

    Suzane Richthofen deixa cadeia em saída do Dia das Mães

  6. STF arquiva acusação de Delcídio contra Dilma por caso Pasadena

    Brasil

    STF arquiva acusação de Delcídio contra Dilma por caso Pasadena

  7. Falta uma semana para descermos a rampa com Dilma, diz ex-ministro

    Brasil

    Falta uma semana para descermos a rampa com Dilma, diz ex-ministro

  8. Justiça de SP envia a Moro pedido de prisão de Lula

    Brasil

    Justiça de SP envia a Moro pedido de prisão de Lula

Procuradora ficará em cela especial no presídio de Bangu 8

- Atualizado em

A procuradora de Justiça aposentada Vera Lúcia Sant'Anna Gomes foi levada para a carceragem do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio de Janeiro e será encaminhada para exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). De acordo com informações do TJ, a procuradora ficará presa no presídio Bangu 8, no complexo penitenciário de Bangu, onde há celas especiais (para quem diploma de curso universitário).

Acusada de torturar uma menina de 2 anos que estava sob sua guarda provisória, Vera Lúcia se entregou à Justiça nesta quinta-feira. O advogado dela, Jair Leite Pereira, disse que a procuradora ainda tinha esperanças de ter a prisão revogada.

Ela chegou ao TJ por volta do meio-dia, com um turbante cor de rosa na cabeça e óculos escuros. Vera Lúcia chorou em alguns momentos ao se apresentar.Sua prisão preventiva havia sido decretada no último dia 5, com base em um relatório do Ministério Público que relatou agressões, humilhações e maus tratos à criança, que ficou com ela por 27 dias, sob guarda provisória - período experimental exigido pela Justiça para a adoção.

(Com Agência Estado)