Memória

Morre o ex-presidente Itamar Franco, em São Paulo

As últimas homenagens serão em Minas Gerais, com velórios em Juiz de Fora e Belo Horizonte. O suplente Zezé Perrela (PDT) assumirá a vaga no Senado

Com reportagem de Cecília Ritto e Luciana Marques
  • Ex-presidente e senador, Itamar Franco

    Sérgio Lima/Folhapress

  • Foto de formatura de Itamar Franco (sem data)

    Reprodução

  • Itamar Franco, candidato do MDB ao Senado, aguardando José Augusto, candidato da Arena, para o debate na TV Itacolomi, 1974

    Célio Apolinário

  • Itamar Franco e Fernando Collor de Mello, durante a posse na Presidêndia da República, 1990

    Orlando Brito

  • O presidente Itamar Franco dentro de um Fusca na fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, 1993

    Masao Goto Filho/AE

  • Capa de VEJA com o ex-presidente Itamar Franco e Lilian Ramos no carnaval carioca, 1994. Na foto, Lilian está sem calcinha.

    Reprodução

  • O ministro da Fazenda, Rubens Ricupero, e o presidente Itamar Franco mostram as cédulas de reais, Brasília, 1994

    Sérgio Lima/Folhapress

  • Fernando Henrique Cardoso e Itamar Franco durante a posse de FHC na presidência da República, 1995

    Cláudio Rossi

  • Fernando Henrique Cardoso e Itamar Franco durante a posse de FHC na presidência da República, 1995

    Lailson Santos

  • Itamar Franco como governador de Minas Gerais, 2000

    Ed Ferreira/AE

  • O presidente da República Fernando Henrique Cardoso visita o governador de Minas Gerais, Itamar Franco em 2002

    Cristiano Machado/Hoje em Dia/AE

  • Ex-presidente Itamar Franco em 2003

    Jorge William/Agência O Globo

  • Itamar Franco com os ex-presidentes Lula, Fernando Henrique Cardoso e José Sarney em Roma, 2005

    Marc Klein

  • O ex-presidente Itamar Franco nos corredores do Congresso em Brasília, 2006

    Beto Barata/AE

  • O ex-presidente Itamar Franco chega ao Palácio das Mangabeiras para encontro com o governador de Minas Gerais Aécio Neves, Belo Horizonte em 2006

    Marcelo Sant'Anna/Estado de Minas/Folhapress

  • Senador Itamar Franco, 2011

    Cristiano Mariz

  • Ex-presidente e senador, Itamar Franco

    Sérgio Lima/Folhapress

  • O senador Itamar Franco no plenário do Senado em Brasília, 2011

    Dida Sampaio/AE

  • Os senadores e ex-presidentes da República, Fernando Collor de Mello e Itamar Franco durante sessão no Senado, Brasília, 2011

    José Cruz/ABr

Foto 0 / 19

Ampliar Fotos

“Se ele pudesse optar, seria dessa forma: menos pompa e mais afeição”

Custódio de Mattos, prefeito de Juiz de Fora

O ex-presidente Itamar Franco, de 81 anos, morreu na manhã deste sábado, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Ele foi hospitalizado em 21 de maio, quando os médicos diagnosticaram uma leucemia.
Em nota, o hospital Albert Einstein informou a morte de Itamar após um acidente vascular cerebral. Ele estava na UTI e respirava por meio de aparelhos. A presidente Dilma Rousseff decretou luto oficial de sete dias, e anunciou que vai a Belo Horizonte na segunda-feira para as últimas homenagens ao ex-presidente. O corpo de Itamar segue no domingo para Juiz de Fora e será cremado na segunda-feira em Belo Horizonte, depois de velado no Palácio da Liberdade. O suplente Zezé Perrela (PDT) assumirá a vaga no Senado.

A presidente ligou pela manhã para o ex-ministro Henrique Hargreaves, amigo de Itamar, para lamentar a morte do senador, eleito pelo PPS. Dilma ofereceu o Palácio do Planalto para o velório, como é de praxe no falecimento de ex-presidentes. Mas Hargreaves disse que respeitará o desejo de Itamar de ser velado em Juiz de Fora e ter o corpo cremado. 

Dilma acompanhou desde o início o tratamento de Itamar no Hospital Israelita Albert Einstein. Ele estava sendo tratado por uma pneumonia decorrente de uma leucemia aguda e faleceu às 10h15 da manhã deste sábado. A presidente escalou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, para falar diretamente com o diretor superintendente do hospital, Miguel Cendoroglo Neto. O ministro repassava, então, as informações sobre o estado de saúde do senador para a presidente.

Minas Gerais - O prefeito de Juiz de Fora, Custódio Antônio de Mattos, do PSDB, destacou que a escolha de Minas Gerais para as últimas homenagens a Itamar é uma decisão que segue o estilo do ex-presidente. “Se ele pudesse optar, seria dessa forma: menos pompa e mais afeição”, afirma.

O velório transcorrerá durante todo o domingo em Juiz de Fora, terra onde Itamar foi prefeito durante dois mandatos.
“Ele é um ícone da história e deixou uma marca profunda com o Plano Real. Isso traduz o que ele foi durante a vida, um homem corajoso e com grande capacidade intuitiva”,a firma Custódio.

O prefeito de Juiz de Fora também destaca a relação de Itamar com Minas Gerais e com a cidade que o iniciou em um cargo político. “Ele cultivava o fato de ser daqui de Juiz de Fora, que sempre foi a sua base afetiva e territorial. Itamar sempre se interessou pela vida política e cultural da cidade e sempre manteve relação de amizade com Juiz de Fora”, conta Custódio.

O governador de Minas Gerais, o tucano Antonio Anastasia, que estava em viagem pelo interior do estado, também lamentou o falecimento de Itamar. Em nota, disse que foi uma perda irreparável, sobretudo pelo seu senso político e público. “Um homem que tinha, na realidade, uma vocação inacreditavelmente alta para a política e para fazer o bem. Um homem dedicado, de fato, às grandes causas do seu tempo. Defendeu Minas Gerais de maneira especial, enquanto senador realizou um belo governo à frente do Estado, e como presidente da República será sempre lembrado como aquele que encerrou o ciclo da inflação como autor do Plano Real”, afirmou o governador.

Anastasia afirmou ainda que Minas está de luto e que ele, especialmente, perdeu um grande amigo. “Aproximei-me muito do Senador sob o ponto de vista pessoal, tive nele um grande conselheiro. Itamar Franco deixará, permanentemente, na história de Minas, uma página de serviços prestados e a imagem de um homem dedicado, honesto, trabalhador e, sobretudo, sensível às causas sociais, aos mais simples, aos mais pobres”, disse o governador.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados