Maranhão

Morre menina de 6 anos queimada em ataque a ônibus em São Luís 

Ana Clara Sousa morreu na manhã desta segunda-feira. Ela teve 95% do corpo queimado em ataque a ônibus. Polícia prendeu mais seis acusados

Ônibus foram incendiados em São Luís no Maranhão na sexta-feira (03), em retaliação à ocupação, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas pela Polícia Militar

Ônibus foram incendiados em São Luís no Maranhão na sexta-feira (03), em retaliação à ocupação, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas pela Polícia Militar (Francisco Silva/Jornal Pequeno/EFE/VEJA)

A menina Ana Clara Santos Sousa, de 6 anos, que teve 95% do corpo queimado em um ataque a ônibus na sexta-feira, em São Luiz,morreu nesta segunda-feira, informou a Secretaria de Saúde do Maranhão. O coletivo em que a menina estava com a mãe e a irmã foi invadido e incendiado por homens armados. 

Ana Clara foi uma das vítimas da onda de ataques que começou depois de uma operação realizada pela Tropa de Choque da Polícia Militar no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. A intervenção pretende diminuir as mortes nas unidades prisionais do Estado. Só em 2013, de acordo com o relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) entregue no dia 27 de dezembro, sessenta detentos morreram nos presídios do Maranhão.

Nos ataques que ocorrem desde sexta-feira na capital maranhense, quatro ônibus foram incendiados e duas delegacias foram alvo de tiros. 

Leia também: 
Pedrinhas: a barbárie em um presídio fora de controle

Prisões - Nesta segunda-feira, a Polícia Militar do Estado anunciou a prisão de mais seis acusados de participar dos atentados. Com estas detenções, sobe para dezessete o número de presos acusados de participar das ações criminosas. 

Dois dos acusados presos são adolescentes. Os seis detidos durante uma operação estavam escondidos em um matagal e são apontados como os criminosos que organizaram e executaram o único ataque que deixou cinco vítimas, entre elas duas irmãs -  além de Ana Clara, outra de 1 ano e cinco meses, e a mãe das duas meninas.

Operação - Neste domingo, a polícia maranhense montou uma grande operação na cidade, envolvendo 400 policias militares e 150 policiais civis, para conter a onde de ataques e atentados. 

  • Quadrilha do Bonde dos 40 acusada de fuzilar em São Luís (MA) dois parentes de presos que haviam sido decapitados em Pedrinhas, em 2013

    Divulgação/Gilson Teixeira/Polícia Civil

  • Sistema de vigilância de câmeras do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, Maranhão

    Felipe Frazão

  • Sistema de vigilância de câmeras do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, Maranhão

    Felipe Frazão

  • Sistema de vigilância de câmeras do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, Maranhão

    Felipe Frazão

  • Sistema de vigilância de câmeras do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, Maranhão

    Felipe Frazão

  • Local onde está sendo construída a base do sistema de monitoramento de presos por tornozeleira eletrônica em São Luís, Maranhão

    Clayton Montelles/Divulgação Sejap

  • Neuton Correa delegado titular do  12º Distrito Policial de São Luís (Maranhão)

    Felipe Frazão

  • Detentos de Pedrinhas sendo transferidos para presídios federais

    Handson Chagas

  • Detentos que trabalham na limpeza do Presídio São Luís I caminham sob olhar de PM do Batalhão de Choque

    Felipe Frazão

  • Tabletes de maconha, celulares e serras apreendidas pela PM com mulher de preso que tentava entrar em Pedrinhas

    Felipe Frazão

  • Enterro de Ana Clara, em São Luís

  • Preso é levado para receber atendimento médico depois de ter sido ferido durante uma briga entre gangues rivais dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís do Maranhão

    Douglas Cunha/O Estado do Maranhão/Reuters

  • Comoção marca velório da menina que morreu após ser queimada em ônibus. Centenas de pessoas estão levando os sentimentos à família da menina Ana Clara, que morreu na manhã desta segunda-feira (6), no Hospital Juvêncio Matos, em São Luís

    Honório Moreira/OIMP/D.A Press

  • Comoção marca velório da menina que morreu após ser queimada em ônibus. Centenas de pessoas estão levando os sentimentos à família da menina Ana Clara, que morreu na manhã desta segunda-feira (6), no Hospital Juvêncio Matos, em São Luís

    Honório Moreira/OIMP/D.A Press

  • Penitenciário de Pedrinhas - Maranhão

    Divulgação/ Governo do Maranhão

  • Armas artesanais e celulares foram apreendidos durante revista da PM no Complexo Penitenciário de Pedrinhas

    Francisco Silva/Jornal Pequeno

  • Armas artesanais e celulares foram apreendidos durante revista da PM no Complexo Penitenciário de Pedrinhas

    Francisco Silva/Jornal Pequeno

  • Armas artesanais e celulares foram apreendidos durante revista da PM no Complexo Penitenciário de Pedrinhas

    Francisco Silva/Jornal Pequeno

  • Ônibus incendiado no bairro do João Paulo, em São Luís (MA) na noite da sexta-feira (03)

    Karlos Geromy/OIMP/D.A Press

  • Ônibus foram incendiados em São Luís no Maranhão na sexta-feira (03), em retaliação à ocupação, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas pela polícia militar

    Francisco Silva/Jornal Pequeno/EFE

  • Ônibus foram incendiados em São Luís no Maranhão na sexta-feira (03), em retaliação à ocupação, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas pela polícia militar

    Francisco Silva/Jornal Pequeno/EFE

  • Presos filmam decapitados em penitenciária no Maranhão

    Reprodução

  • Presos filmam decapitados em penitenciária no Maranhão

    Reprodução

  • Detendo ferido dentro de presídio em Pedrinhas, no Maranhão

    Reprodução TV Folha

  • São Luís - MA. Rebelião na casa de detenção do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense, deixou o saldo de nove mortos e 20 feridos

    Honório Moreira/OIMP/D.A Press

  • São Luís - MA. Rebelião na casa de detenção do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense, deixou o saldo de nove mortos e 20 feridos

    Honório Moreira/OIMP/D.A Press

  • Rebelião na casa de detenção do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense, deixou o saldo de nove mortos e 20 feridos em outubro de 2013

    Honório Moreira/OIMP/D.A Press

  • São Luís - MA. Polícia Federal, Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) visitam os presídio de São Luís

    Karlos Geromy/OIMP/D.A Press

  • Polícia Militar só controlou a situação após carnificina no presídio em São Luís

    Reprodução/TV Globo

  • Rebelião na casa de detenção do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense, deixou o saldo de nove mortos e 20 feridos em outubro de 2013

    Honório Moreira/OIMP/D.A Press

  • Rebelião no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão em 2010

    Neidson Moreira/OIMP/D.A Press

  • Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão

    A.Baêta/OIMP/D.A Press

Foto 0 / 32

Ampliar Fotos

(Com Estadão Conteúdo) 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados