Mais Lidas

  1. Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

    Entretenimento

    Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

  2. Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se revoltam

    Mundo

    Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se...

  3. Governistas já ensaiam discurso de oposição - e cobram até redução de ministérios

    Brasil

    Governistas já ensaiam discurso de oposição - e cobram até redução...

  4. Suzane Richthofen deixa cadeia em saída do Dia das Mães

    Brasil

    Suzane Richthofen deixa cadeia em saída do Dia das Mães

  5. Atriz revela ser dublê de corpo do nude de Maitê Proença

    Entretenimento

    Atriz revela ser dublê de corpo do nude de Maitê Proença

  6. STF arquiva acusação de Delcídio contra Dilma por caso Pasadena

    Brasil

    STF arquiva acusação de Delcídio contra Dilma por caso Pasadena

  7. Falta uma semana para descermos a rampa com Dilma, diz ex-ministro

    Brasil

    Falta uma semana para descermos a rampa com Dilma, diz ex-ministro

  8. Justiça de SP envia a Moro pedido de prisão de Lula

    Brasil

    Justiça de SP envia a Moro pedido de prisão de Lula

Leão Ariel morre de parada cardiorrespiratória

O animal, que sofria de uma doença degenerativa, estava tetraplégico

- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


O leão Ariel, de 3 anos, morreu no começo da tarde desta quarta-feira, depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória. O felino, que sofria de uma doença degenerativa e estava tetraplégico, ganhou fama quando seus criadores começaram uma corrente na internet para arrecadar recursos para que ele voltasse a se movimentar.

O animal vivia em Maringá (PR), mas estava em São Paulo há mais de um mês, onde era submetido a um tratamento veterinário. Conhecido como plasmaférese, o procedimento remove elementos do plasma sanguíneo que possam ser responsáveis por algumas doenças.

Os primeiros problemas de locomoção apareceram em julho de 2010. Na capital paulista recebia doações de plasma sanguíneo de outros leões.

Ariel sofreu uma crise convulsiva nesta terça-feira e apresentou acumulo de líquido ao redor do pulmão. Nesta quarta, entretanto, sua dona Raquel Ferreira Borges da Silva, contou que ele havia apresentado uma visível melhora. "Quando a veterinária começou a aplicar o tratamento, eu percebi que ele estava bem e fui tomar banho", lembra Raquel, com a voz embargada. "Quando voltei para a sala eles já estavam tentando reanimá-lo. Hoje é o pior dia da minha vida. Estou muito triste"

A veterinária Livia Pereira Teixeira, que cuidava de Ariel há sete meses, confirmou que ele estava aparentemente bem pela manhã e respirava sem dificuldades. Na hora do almoço, depois de beijar a barriga do animal, limpar seus olhos e, com a ajuda de outra veterinária, mudar Ariel de posição, percebeu que ele tinha sofrido uma parada respiratória. Livia tentou, em vão, reanimá-lo com injeções de adrenalina e massagens cardiorrespiratórias. "Ele era como um filho", contou.

Antes de ser enterrado em Maringá, o corpo do felino será levado para a Universidade de São Paulo (USP), onde passará por uma necrópsia. "Preciso saber o que realmente aconteceu com ele", diz Raquel, chorando.

TAGs:
São Paulo
Animais