Mais Lidas

  1. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  2. Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

    Brasil

    Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

  3. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  4. Marcola quer fazer botox

    Brasil

    Marcola quer fazer botox

  5. Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

    Esporte

    Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

  6. Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

    Brasil

    Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

  7. Irmãs tramam pelo WhatsApp assalto ao próprio pai no interior de São Paulo

    Brasil

    Irmãs tramam pelo WhatsApp assalto ao próprio pai no interior de...

  8. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

Homem que rasgou notas no Carnaval nega premeditação

Em entrevista para a TV, Tiago Tadeu Faria afirmou que agiu por conta própria

- Atualizado em

Tiago Faria, de 29 anos, integrante da Império de Casa Verde, invade área destinada aos jurados na apuração dos desfiles do Carnaval 2012 de São Paulo e rasga papéis onde estavam as notas a serem validadas, no Sambódromo do Anhembi, na zona norte da capital
Tiago Faria, de 29 anos, integrante da Império de Casa Verde, invade área destinada aos jurados na apuração dos desfiles do Carnaval 2012 de São Paulo e rasga papéis onde estavam as notas a serem validadas, no Sambódromo do Anhembi, na zona norte da capital(Marcos Bezerra/Futura Press/AE/VEJA)

Tiago Tadeu Faria, de 29 anos, preso por rasgar as notas do carnaval 2012, no Sambódromo de Anhembi, na zona norte de São Paulo, negou, em entrevista exclusiva para o Jornal da Globo, que tenha sido "designado para cumprir uma missão de destruir a apuração do carnaval".

Ele afirmou que foi movido por "indignação mesmo, a aquela troca de jurados ocorrida um dia antes". A Polícia Civil trabalha com hipótese de premeditação nos atos de vandalismo que tumultuaram a apuração.

O delegado da Delegacia de Turismo (Deatur), Osvaldo Nico Gonçalves, que comanda as investigações, considera que Tiago tinha uma missão. O acusado disse ainda que comprou, em frente ao sambódromo, a pulseira de acesso à área restrita aos diretores das escolas.

(Com Agência Estado)

TAGs:
Carnaval