Mais Lidas

  1. Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

    Brasil

    Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

  2. Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

    Brasil

    Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

  3. Comercial chinês de sabão é acusado de ser o mais racista da história

    Mundo

    Comercial chinês de sabão é acusado de ser o mais racista da história

  4. Paixão, obsessão e morte

    Entretenimento

    Paixão, obsessão e morte

  5. Alvo de investigação, sobrinho de Lula é processado por calotes em série

    Brasil

    Alvo de investigação, sobrinho de Lula é processado por calotes em...

  6. A selvageria continua: bandidos fazem ofensiva para difamar vítima de estupro coletivo

    Brasil

    A selvageria continua: bandidos fazem ofensiva para difamar vítima...

  7. Luana Piovani tem nude disparado pelo marido

    Entretenimento

    Luana Piovani tem nude disparado pelo marido

  8. Marido toma gosto e posta nova foto sensual de Luana Piovani

    Entretenimento

    Marido toma gosto e posta nova foto sensual de Luana Piovani

Funcionários de empresas aéreas marcam possível greve para o dia 23 de dezembro

Por: Adriana Caitano - Atualizado em

Os trabalhadores do setor aéreo confirmaram nesta quarta-feira o indicativo de greve da categoria a partir de 23 de dezembro. Aeronautas - que trabalham nas aeronaves - e aeroviários - que atuam nos aeroportos - tiveram nesta tarde a última reunião de negociação com as empresas e não houve acordo. Até o fim da semana, portanto, assembleias locais dos sindicatos devem referendar a data de início da paralisação.

As categorias querem 15% de reajuste salarial, mas o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) ofereceu somente aumento de acordo com a inflação. O salário de dezembro já foi pago com esse aumento, de 6,08%. A Snae não trabalha com a possibilidade de uma paralisação no fim de ano.

Na segunda-feira, os aeroviários aprovaram o indicativo de greve caso a proposta não aumentasse. Na reunião desta quarta, não houve avanço. "Vamos, então, construir a paralisação por conta da intransigência do sindicato patronal, que deixou claro não querer negociar. As empresas estão nos empurrando para isso", reclamou o presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (Fentac), Celso Klafke.

Nesta quinta, o Sindicato Nacional dos Aeronautas irá se reunir às 16h, no Rio de Janeiro, para definir a adesão à greve. Entre os aeroviários a decisão está tomada, mas faltam alguns estados aderirem. Se não houver uma sinalização das empresas até lá, a partir do dia 23, às vésperas do Natal, os brasileiros enfrentarão longas esperas nos aeroportos, que já começam a registrar atrasos e cancelamentos pelo maior fluxo no fim do ano e por causa das chuvas.

TAGs:
Greve