Mais Lidas

  1. Miss Brasil 2004 relatou a amigos que pretendia se matar, diz delegado

    Brasil

    Miss Brasil 2004 relatou a amigos que pretendia se matar, diz delegado

  2. Arroz-de-festa Geisy Arruda e outros famosos no Oscar do Pornô

    Entretenimento

    Arroz-de-festa Geisy Arruda e outros famosos no Oscar do Pornô

  3. Demitido por Ivete Sangalo, irmão hoje vende cosméticos

    Entretenimento

    Demitido por Ivete Sangalo, irmão hoje vende cosméticos

  4. Toffoli revoga prisão de Paulo Bernardo na Operação Custo Brasil

    Brasil

    Toffoli revoga prisão de Paulo Bernardo na Operação Custo Brasil

  5. Detran desanca Angélica por celular ao volante: 'Vai de Táxi'

    Entretenimento

    Detran desanca Angélica por celular ao volante: 'Vai de Táxi'

  6. Apartamento não tem foro, diz juiz que autorizou busca e apreensão contra Paulo Bernardo

    Brasil

    Apartamento não tem foro, diz juiz que autorizou busca e apreensão...

  7. Miss Brasil 2004 é encontrada morta em casa

    Brasil

    Miss Brasil 2004 é encontrada morta em casa

  8. Condenado pode cumprir pena em casa se não houver vaga em presídio, determina STF

    Brasil

    Condenado pode cumprir pena em casa se não houver vaga em presídio,...

Ex-advogado do PT, Toffoli assume presidência do TSE

Por: Adriana Pereira, de Brasília - Atualizado em

Juiz José Antonio Dias Toffoli comparece ao julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal, em Brasília
José Antonio Dias Toffoli toma posse como presidente do TSE (Nelson Jr./SCO/STF/VEJA)

Ex-advogado do PT, o ministro José Antonio Dias Toffoli tomou posse nesta terça-feira como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Sucessor de Marco Aurélio Mello na Corte, o magistrado será responsável por conduzir a instituição durante as eleições de outubro.

Leia também:

A manobra de Toffoli para instituir a 'PEC 37' nas eleições

Indicado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o Supremo Tribunal Federal (STF), onde recebeu críticas pela inexperiência, Toffoli patrocinou no TSE, no apagar das luzes de 2013, uma espécie de "lei da mordaça" para o Ministério Público Eleitoral. A norma estabelece que os promotores e procuradores precisam de autorização prévia do juiz eleitoral para abrir uma investigação, com exceção dos casos de flagrante delito. O tema foi parar no STF, onde está pendente.

O novo presidente do TSE fez carreira na área jurídica do PT e foi assessor da Casa Civil quando a pasta era chefiada por José Dirceu. No julgamento do mensalão, o ministro absolveu o ex-chefe, mas condenou os petistas José Genoino e Delúbio Soares.

Também nesta terça o ministro Gilmar Mendes tomou posse no TSE, desta vez na vaga de vice-presidente do tribunal.

TAGs:
Maquiavel
José Antonio Dias Toffoli
PT