Política

Estados mais pobres estão nas mãos dos governadores mais ricos do país

Os 27 governadores eleitos no mês passado declaram à Justiça Eleitoral uma fortuna de 63,53 milhões de reais em patrimônio pessoal. Na média, cada chefe de executivo estadual tem 2,35 milhões de reais em bens. São 14 os que informaram ter patrimônio acima do 1 milhão de reais. O mais rico deles é o governador reeleito de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB), que apresentou declaração de bens que soma 14,62 milhões de reais.

Levantamento feito na base de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra ainda que oito governadores eleitos apresentaram evolução patrimonial superior a 200% nos últimos anos. Neste caso, a líder é a governadora também reeleita do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB). Em 2006, a declaração dela listava 15 bens, mas informava apenas o valor depositado em seu fundo de previdência privada: 172.734,71 reais - em valores corrigidos. Para esta eleição, Roseana apresentou declaração com 25 bens e valor total de 7.838.530,34 reais. O crescimento foi de 4.437,90% em quatro anos.

As Alagoas de Teotônio e o Maranhão de Roseana ocupam a 25.ª e a 26.ª posição, respectivamente, no ranking do Produto Interno Bruto (PIB) per capita dos estados, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dois estados também estão nas duas últimas posições do ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que lista indicadores na área de Educação, renda e expectativa de vida.

Entre os governadores eleitos que tiveram expressiva evolução patrimonial, também destacam-se o de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB), e o do Acre, Tião Viana (PT). Prefeito eleito de Ariquemes em 2008, Moura informou à Justiça Eleitoral na ocasião ter patrimônio de 385.775,34 reais, em valores atualizados. Agora, apresentou declaração de 8.554.881,14 reais. Crescimento de 2.117,58%. Quando se elegeu para o Senado em 2006, Viana disse ter patrimônio de 28.794,65 reais. Agora, passou para 551.098,50 reais, avanço de 1.813,89%.

(Com Agência Estado)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados