Mais Lidas

  1. Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

    Brasil

    Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

  2. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  3. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  4. Marcola quer fazer botox

    Brasil

    Marcola quer fazer botox

  5. Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

    Brasil

    Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

  6. Irmãs tramam pelo WhatsApp assalto ao próprio pai no interior de São Paulo

    Brasil

    Irmãs tramam pelo WhatsApp assalto ao próprio pai no interior de...

  7. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  8. Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

    Esporte

    Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

Desafeto de Sarney, Capiberibe assume posto no Senado

Novo parlamentar havia sido condenado por compra de votos, mas sempre alegou que era vítima de perseguição do adversário

Por: Gabriel Castro - Atualizado em

O senador João Capiberibe (PSB-AP) tomou posse nesta terça-feira, depois de uma longa batalha judicial para voltar a ocupar um cargo público. Condenado por compra de votos na eleição de 2002, ele havia sido barrado pela Lei da Ficha Limpa. Com isso, Gilvan Borges (PMDB-AP) perde a vaga na Casa.

Capiberibe e a mulher, a deputada federal Janete Capiberibe (PSB-AP), foram condenados porque haviam oferecido 26 reais a dois eleitores em troca de votos. O casal sempre acusou o grupo político de José Sarney (PMDB-AP) de armar uma fraude para prejudicá-los. Foi Sarney quem moveu a ação contra os rivais. Embora tenha sido absolvida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a dupla perdeu o cargo por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ironicamente, o próprio José Sarney (PMDB-AP), na presidência do Senado, deu posse a Capiberibe. Em seu discurso, o novo parlamentar adotou um tom de conciliação: "É notório que existem diferenças entre eu e o senador José Sarney", declarou. "Mas devo admitir que, para atender às demandas do povo que nos elegeu, isso não será um obstáculo". O senador também anunciou que o primeiro projeto de lei que apresentará será uma proposta que obriga os comerciantes a divulgar o peso dos tributos sobre o valor final de bens e serviços.

TAGs:
Corrupção
Senado Federal
Ficha Limpa