Mais Lidas

  1. Turista alemão morre ao tentar tirar selfie em Machu Picchu

    Mundo

    Turista alemão morre ao tentar tirar selfie em Machu Picchu

  2. Em imagens, o vestido da discórdia em Wimbledon

    Esporte

    Em imagens, o vestido da discórdia em Wimbledon

  3. PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

    Brasil

    PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

  4. 'Que moeda comprar após o Brexit? Experimente o real', diz WSJ

    Economia

    'Que moeda comprar após o Brexit? Experimente o real', diz WSJ

  5. Envenenamento causou morte de empresário investigado na Operação Turbulência

    Brasil

    Envenenamento causou morte de empresário investigado na Operação...

  6. “Determinar final de operações PF”: diz bilhete encontrado na residência de João Santana e Mônica Moura

    Brasil

    “Determinar final de operações PF”: diz bilhete encontrado na...

  7. Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

    Brasil

    Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

  8. Temer sanciona, com vetos, a Lei das Estatais

    Economia

    Temer sanciona, com vetos, a Lei das Estatais

Datafolha: Dilma abre vantagem, mas 2º turno é acirrado

No 1º turno, presidente-candidata atinge 40% de intenção de voto e Marina cai para 27%. Aécio sobe um ponto e chega a 18%

- Atualizado em

Presidenciáveis, Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB)
Presidenciáveis, Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB)(Felipe Cotrim/VEJA.com)

(Atualizada às 21h30)

A presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) abriu treze pontos de vantagem sobre a adversária do PSB, Marina Silva, indica pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo. No primeiro turno, Dilma ganhou três pontos em relação à pesquisa anterior e agora aparece com 40% de intenção de voto, enquanto Marina perdeu três pontos e caiu para 27%. O senador Aécio Neves (PSDB) permanece em terceiro lugar, mas oscilou um ponto positivamente e chegou a 18% de intenção de voto.

Na pesquisa anterior, publicada no último dia 19, a vantagem da presidente sobre a ex-ministra do Meio Ambiente era de sete pontos: Dilma tinha 37%, ante 30% de Marina Silva e 17% de Aécio. A nova pesquisa confirma a tendência de queda de Marina, alvo de uma artilharia da petista e também de ataques do tucano. No atual levantamento, indecisos somam 6%; brancos ou nulos, 5%.

A uma semana da eleição, o Datafolha divulgou pela primeira vez os resultados com base em votos válidos, ou seja, quando são excluídos da soma final os votos nulos ou em branco, conta mais próxima da que é feita na apuração pela Justiça Eleitoral. Neste cenário, Dilma teria 45%, Marina ficaria com 31%, e Aécio somaria 21%. No atual levantamento, iindecisos somam 6% e brancos ou nuloes, 5%.

No segundo turno, porém, Dilma e Marina ainda empatariam no limite da margem de erro, que é de dois pontos para mais ou para menos. O novo levantamento indica que Dilma tem agora 47% contra 43% de Marina. A diferença em relação à pesquisa anterior é que Dilma assumiu a dianteira, antes com Marina: a pessebista tinha 46%, e a petista, 44%. Considerados apenas os votos válidos, Dilma teria 52%, e Marina, 48%.

Rejeição - A presidente-candidata ainda possui o maior índice de rejeição entre os presidenciáveis, apesar de ter registrado uma queda de dois pontos no quesito: de 33% no levantamento da semana passada, para 31% na nova rodada de entrevistas. O mesmo ocorreu com o tucano Aécio Neves, cuja rejeição baixou de 22% para 20%. Marina Silva sofreu efeito contrário: ela era rejeitada por 21% do eleitorado brasileiro - agora 23% afirmam que não votariam nela de jeito nenhum.

O levantamento foi encomendado pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo. Ao todo, os pesquisadores entrevistaram 11.424 pessoas em 402 municípios dos 26 Estados e do Distrito Federal, entre os dias 25 e 26 de setembro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-00782/2014.

Infográfico: Acompanhe a evolução dos candidatos nas pesquisas eleitorais

Gestão - O Datafolha também questionou os eleitores sobre o grau de aprovação do governo Dilma. O índice continua em 37% de "bom ou ótimo", mesma aprovação da pesquisa anterior. Para 39%, o governo é "regular", e para 22%, "ruim ou péssimo". Dos entrevistados, 1% não soube responder.

Resultado da Pesquisa Datafolha para presidente da República em 26/09/2014
Resultado da Pesquisa Datafolha para presidente da República em 26/09/2014(DataFolha/Divulgação)
TAGs:
Dilma Rousseff
Presidente
Aécio Neves
Datafolha
Eleições
Marina Silva
Pesquisas Eleitorais
PSB
PSDB
PT