Ocupação

Cinco suspeitos são mortos pelo Bope em favela do Rio

PM afirma ter recebido uma denúncia de que traficantes do Complexo do Manguinhos, que receberá uma UPP, teriam fugido para o morro do Juramento

Homens do Bope preparam ocupação do Complexo do Manguinhos, no subúrbio do Rio

Homens do Bope preparam ocupação do Complexo do Manguinhos, no subúrbio do Rio (Paulo Alvadia/Ag. O Dia)

Cinco suspeitos de tráfico de drogas foram mortos por policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) durante um tiroteio no morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, na zona norte do Rio, por volta das 4h da manhã deste sábado. A PM afirma ter recebido uma denúncia de que traficantes do Complexo de Manguinhos, comunidade da mesma região que será ocupada pelas forças de segurança na madrugada deste domingo, haviam fugido para o Juramento.

Ao chegar ao morro, os policiais foram recebidos a tiros e revidaram, diz a PM. Cinco suspeitos foram atingidos e chegaram a ser encaminhados ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, onde morreram. Foram apreendidas uma submetralhadora, três pistolas e três granadas. O caso foi registrado na 38ª DP (Brás de Pina).

A PM admite a possibilidade de traficantes de Manguinhos tentarem fugir da região antes da ocupação, que precede a instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na comunidade.

'Faixa de Gaza' - As polícias Militar e Civil do Rio de Janeiro preparam, para as primeiras horas do próximo domingo, mais uma ocupação de favelas na cidade. O alvo, desta vez, é a chamada "Faixa de Gaza" carioca, uma região de quatro grandes favelas na zona norte que concentra pontos de venda de crack, serve de esconderijo para traficantes e quadrilhas de roubo de carro e assaltos.

A ocupação, a exemplo do que aconteceu em outras grandes favelas como Alemão e Rocinha, é o primeiro passo para a criação de uma UPP. Com o avanço para essa área da cidade - as favelas de Manguinhos, Jacarezinho, Varginha e Nelson Mandela -, as grandes quadrilhas de traficantes são empurradas para a periferia do Rio.

(Com Agência Estado)

Leia também:
As UPPs avançam. E crescem os problemas
Entregar a segurança às UPPs é subestimar o poder dos bandidos
Rio descobre a diferença entre pacificação e paz negociada com bandidos

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados