Rio de Janeiro

Bicheiro Anísio, da Beija-Flor, é preso em Copacabana

Patrono da escola de samba de Nilópolis é um dos acusados de comandar quadrilha de contraventores. Ex-prefeito de Teresópolis foi um dos alvos da ação em dezembro

Anísio ao lado do cantor Roberto Carlos: bicheiro tem influência entre artistas e autoridades

Anísio ao lado do cantor Roberto Carlos: bicheiro tem influência entre artistas e autoridades (AGNews)

O bicheiro Aniz Abraão David, patrono da escola de samba Beija-Flor de Nilópolis, foi preso na manhã desta quarta-feira em Copacabana, na zona sul do Rio. Anísio, como é conhecido, tinha obtido um habeas corpus que o livrou de uma prisão temporária, decretara a partir da investigação que deu origem à Operação Dedo de Deus, da Polícia Civil. Desta vez, policiais da Corregedoria de Polícia Civil obtiveram na Justiça um mandado de prisão preventiva.

A Operação Dedo de Deus ficou famosa por uma imagem: o helicóptero da Polícia Civil parado acima da cobertura do bicheiro, para o desembarque de agentes – que não o encontraram em casa. Um dos acusados de ligação com o crime na ação é o ex-prefeito de Teresópolis Mário Tricano, acusado de chefiar um braço da organização criminosa e de ser sócio de chefões do jogo do bicho.

LEIA TAMBÉM:

Polícia prende chefes da contravenção e ex-prefeito de Teresópolis

Bicheiros escondiam fortuna no esgoto

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados