Moeda

Banco Central lança novas cédulas de real. Modelos são mais seguros

Novas cédulas: para cada valor, um tamanho diferente

Novas cédulas: para cada valor, um tamanho diferente (Divulgação)

O Banco Central lançou nesta quarta-feira a chamada segunda família de cédulas do real. Os novos modelos substituirão as notas atuais. As cores de cada nota foram mantidas, assim como os animais estampados nelas, mas o tamanho das cédulas vai variar de acordo com seu valor. Segundo o ministro da Fazenda Guido Mantega, as mudanças foram feitas para tornar as notas mais seguras contra a falsificação. Além disso, lembrou ele, os novos modelos seguem o padrão internacional.

As notas ganharam novos itens de segurança. Os modelos para as cédulas de maior valor (50 e 100 reais) começam a circular ainda no primeiro semestre deste ano. Segundo o BC, a popularização das tecnologias digitais fez com que a instituição se preocupasse em agir preventivamente para garantir a segurança do dinheiro brasileiro nos próximos anos.

"A mudança é necessária porque temos que emitir cédulas que sejam mais seguras, que possam evitar procedimentos de falsificação que podem ocorrer com cédulas mais simples", explicou Mantega. "Estamos emitindo cédulas de ultima geração que são compatíveis com as mais modernas do mundo, como o euro e o dólar".

Uma das principais mudanças no visual das cédulas está na parte da frente, que ficou mais "limpa". Do lado direito, as notas passam a ter uma faixa com seu valor escrito e, do esquerdo, um desenho com figuras do habitat de cada animal. A nota de 100, por exemplo, tem a lateral enfeitada com figuras que remetem ao mar, já que seu verso traz o desenho de uma garoupa.

As figuras de animais no verso das notas sofreram algumas alterações – a onça pintada da cédula de 50, por exemplo, agora está deitada em uma pedra. Todas as figuras agora aparecem na horizontal.

Para produzir as novas cédulas com os recursos gráficos e novos elementos de segurança especificados no projeto, a Casa da Moeda do Brasil (CMB) modernizou seu parque fabril. As novas notas têm também sistemas segurança mais modernos. Segundo o BC, o restante dascédulas – de 2, 5, 10 e 20 reais – começará a entrar gradualmente em circulação até 2012.

O presidente do BC Henrique Meirelles garantiu que a troca das cédulas antigas pelas novas será feita "naturalmente", de acordo com o desgaste das primeiras. "As duas famílias - a velha e a nova - vão conviver. Não é necessário que a população vá ao banco trocar as notas."
 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados