Venezuela: oposição convoca novos protestos para esta quinta

As manifestações de quarta deixaram 3 mortos, dezenas de feridos e mais de 400 detidos

Dezenas de milhares de opositores marcharam na quarta-feira contra o governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, em movimentações que deixaram três mortos e dezenas de feridos. Mais de 400 pessoas foram detidas, segundo a ONG Fórum Penal Venezuelano.

Ao final das manifestações, a oposição convocou mais uma manifestação para esta quinta-feira. “Amanhã convocamos todos os venezuelanos que se mobilizaram hoje e os que não se mobilizaram para que se mobilizem amanhã, todos os milhões de venezuelanos nos mesmos pontos na mesma hora”, disse o ex-candidato presidencial e líder da oposição Henrique Capriles.

“Não temos medo. A Venezuela é de todos os venezuelanos e seguiremos lutando por ela”, acrescentou Capriles durante uma coletiva de imprensa depois das manifestações de quarta. O ex-candidato anunciou que os manifestantes partirão de 26 pontos de Caracas até a Defensoria do Povo, no centro da cidade.

Capriles também lamentou a morte de dois jovens durante as manifestações e pediu a todos os organismos internacionais, a todos os defensores dos direitos humanos que voltem o olhar para Venezuela” para que observem “o que vivem” os venezuelanos.

Os protestos

As ruas de Caracas foram tomadas desde as primeiras horas de quarta-feira por manifestantes contrários e favoráveis ao governo de Nicolás Maduro. Os confrontos com a Guarda Nacional Venezuelana (GNB) também começaram cedo. Os oficiais usam bombas de gás lacrimogêneo em diversos locais da cidade.

Um sargento da Guarda Nacional e dois jovens morreram durante os protestos violentos. Os três se somam a outras sete vítimas deixadas pelas manifestações das últimas três semanas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Wilson A. Zamignani

    #ENDIREITABRASIL – PORQUE O LULA AMIGÃO DO HUGO CHAVES AMIGÃO DO MADURO NÃO SALVA A VENEZUELA?

    Curtir

  2. Tadeu Passarelli

    Morreram baleados na cabeça… Inside job…

    Curtir

  3. Nelson Carvalho

    Este é o regime “democrático” que a esquerda brasileira tanto defende, começando pelo Lula, Dilma, Stedile e tropas de choque do PT, PCdoB, PCB, e outros. Vamos nos lembrar nas próximas eleições !

    Curtir

  4. Roberto T. Crespilho

    como o exército venezuelano continua a apoiar este traste do maduro?

    Curtir

  5. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Liberdade e Democracia a Venezuela já!!! Maduro Socialista Fascista está com os dias contados!

    Curtir

  6. O comunismo é uma mentira política que se instala com o voto democrático mas estúpido, se espalha como metástase e só sai com corte na carne. Infeliz o país que cai no seu engodo.
    O Brasil está amargando o dejeto comunista de Inácio, Dilma, Marta e Eduardo Suplício, Mercadante, Paloci, Zé Dirceu, Genuíno, Paim, Gleise Hofmam, Rabelo e família Arraes e despojo do vermelhinho Eduardo Campos, etc.
    As Forças Armadas têm de estar de prontidão aqui porque o comunista não deixa o poder sem revolução.

    Curtir

  7. Está dada a largada da guerra civil venezuelana. O problema é que um lado está fortemente armado e o outro está completamente desarmado. Por aqui a esquerda ainda não conseguiu desarmar completamente o povo, mas o esforço nesse sentido continua.

    Curtir

  8. Angelo Della Torre

    Até aonde vi, a marcha vai coesa em um sentido, opositores deve ser uma duzia de vendidos, junto da policia, esse é o Regime adorado por Dilma, Lula, PT, PCDOB, PSOL entre todos.

    Curtir

  9. Fora Maduro, golpista do poder.Esquerdista insano bolivariano e dos comunas.Ditador disfarçado. Enganador de trouxas e encabrestados.Comprador de consciências.Aberração da natureza.

    Curtir