Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Venezuela descobre rede de lavagem de dólares procedentes da Colômbia e EUA

O governo da Venezuela descobriu e desmantelou uma rede de lavagem de dólares procedentes dos Estados Unidos e da Colômbia, anunciou nesta terça-feira o ministro do Interior, Tareck El Aissami, apontando como líderes pessoas ligadas a partidos da oposição.

“Esta rede operava em vários Estados do país através de empresas de fachada e de pessoas que legitimavam o dinheiro em mercados ilegais convertendo-os em bolívares e os introduzindo no sistema econômico nacional”, disse o ministro.

Ele citou como “principal cabeça” desta organização, María Soraya Caliman, secretária do partido ‘Proyecto Venezuela’ em Caracas e “pessoa de confiança da família” do governador de Carabobo (norte), Henrique Salas Feo.

Também apontou como envolvido o advogado José Manuel Salas, “vinculado à (coalizão opositora) Mesa de la Unidad Democrática (MUD)”, assim como uma empresa terceirizada do estado Nova Esparta (nordeste), governado pelo opositor Morel Rodíguez; outra, no estado de Bolívar (sul)”, e uma terceira “ligada à MUD no estado Táchira (oeste)”.

Segundo o ministro, a rede se “comprometia a lavar dois milhões de dólares”, embora haja “evidências de operações que somam 10 milhões de dólares”.

Cinco pessoas foram detidas, entre elas Caliman e Salas.