Venezuela ameaça deixar OEA se for convocada reunião sem seu aval

A organização avalia a possibilidade de convocar uma reunião de chanceleres sobre a crise no país

A ministra das Relações Exteriores da Venezuela, Delcy Rodríguez, afirmou nesta terça-feira que seu país deixará a Organização de Estados Americanos (OEA) caso a instituição realize uma nova reunião de ministros para avaliar a crise no país sem o aval dos venezuelanos.

“Se ocorrer alguma reunião de chanceleres da Organização dos Estados Americanos (OEA) sem o aval e o consentimento do governo da Venezuela, tenho a instrução (do presidente Nicolás Maduro) de iniciar o procedimento de saída da Venezuela”, disse Rodríguez ao canal estatal VTV.

“Não vamos seguir permitindo violações à legalidade, violações à institucionalidade e arbitrariedades”, disse Rodríguez, que acusa o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, de promover “um plano de intervenção e tutela” com o apoio dos Estados Unidos.

Veja também

A OEA avaliará a possibilidade de convocar uma reunião de chanceleres sobre a crise na Venezuela durante uma sessão extraordinária de seu Conselho Permanente nesta quarta-feira. A sessão, a quinta na OEA sobre a Venezuela em um mês, foi solicitada por 16 de seus 34 membros que, “considerando a crescente preocupação” continental sobre esse país, buscam elevar o debate a nível ministerial.

A petição foi apresentada por Argentina, Barbados, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, Honduras, Jamaica, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai, que lhe atribuem “caráter urgente e de interesse comum”.

A grande maioria desses países apoiou em 3 de abril uma resolução do Conselho Permanente que declarou uma “grave alteração inconstitucional” na Venezuela, baseados na Carta Democrática Interamericana, um documento da OEA de vigilância da democracia no continente.

(Com AFP)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Antonio Almeida

    Se a condição é esta que se convoque imediatamente a reunião da OEA e que a ministra vá para o inferno.

    Curtir

  2. Paulo Rennó

    Deveria cancelar a assinatura da Net também. Assim o protesto seria completo.

    Curtir

  3. luiz cesar r. e silva

    puxa. O façam com data retroativa então. Precisam ser retirados de todos os órgãos mundiais. Leram que 2 candidatos pediram asilo ao Brasil. Estavam sendo atacados até em suas residências pela milícia venezuelana

    Curtir

  4. Nossa, que medo!

    Curtir

  5. Se for por falta de adeus, … … adeus!

    Curtir

  6. o Brasil-PT deu total apoio para que chegassem à essa porcaria que se tornou aquele país. E o pior, é que metade daquele povo ainda apoia essa maluquice…

    Curtir

  7. PAUNOMOLUSCO

    Isso é terrorismo.

    Curtir

  8. PAUNOMOLUSCO

    Meu comentário anterior não era dirigido para essa matéria, mas enfim, a cara da ministra venezuelana é quase um atentado terrorista.

    Curtir

  9. Daniel Tavares

    Chiquinha do Chaves?

    Curtir

  10. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    É pra rir ou dar gargalhada?

    Curtir