Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Veículos de observadores da ONU são alvo de disparos na Síria

Damasco, 12 jun (EFE).- Três veículos de observadores da ONU na Síria foram atacados por disparos de armas de fogo na região de Al Hafa, na província de Latakia, segundo um comunicado emitido pela missão das Nações Unidas.

Ainda não se sabe a origem dos disparos e os observadores já estão em segurança em sua base de operações, informou a Missão de Supervisão da ONU na Síria (UNSMIS), que está tentando verificar a situação em Al Hafa, cenário de recentes bombardeios por parte das tropas do regime.

O fato ocorreu quando um grupo de observadores tentou entrar nesta zona e um grupo de pessoas, aparentemente moradores de Al Hafa, cercou o comboio e proibiu a entrada dos veículos com pedras e barras metálicas.

Acossados, os membros da missão da ONU optaram por abandonar o lugar e foram para a província de Idlib, momento no qual os veículos foram alvo dos disparos.

A UNSMIS está tentando entrar desde 7 de junho em Al Hafa, mas a violência na região não permitiu o acesso dos observadores. Em nota, a missão da ONU pediu a entrada imediata de seus funcionários no local.

Na segunda-feira, o mediador internacional para a Síria, Kofi Annan, voltou a exigir o acesso imediato à cidade, diante das ‘informações que indicam (que o regime sírio) usa morteiros, helicópteros e tanques no local’.

Os Estados Unidos, por sua vez, disseram que o governo de Bashar al Assad pode estar preparando um novo massacre na cidade. O Ministério das Relações Exteriores sírio respondeu nesta terça-feira com dureza a Washington, afirmando que as declarações americanas não correspondem à realidade e encorajam os terroristas a cometer mais massacres no país.

A persistência da violência na Síria coloca em xeque o plano de paz de Annan, que estipula um cessar-fogo que está em vigor há dois meses mas que não foi respeitado pelas partes. EFE