Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UE promete 110 milhões de euros para minimizar consequências de Chernobyl

É preciso construir um abrigo em torno de reator que explodiu na cidade

Nesta segunda-feira, a Comissão Europeia anunciou que vai fornecer 110 milhões de euros à Ucrânia para ajudar a construir um novo abrigo que isola a usina nuclear de Chernobyl. “Amanhã, em nome da Comissão Europeia, anunciarei na conferência de doadores um compromisso adicional da UE de cerca de 110 milhões de euros”, afirmou o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, em Kiev.

A conferência de doadores acontece na capital ucraniana a partir de terça-feira com o objetivo de angariar 740 milhões de euros para programas que vão minimizar as consequências do acidente nuclear de Chernobyl. Em 1986, um reator da usina nuclear da cidade localizada a 100 quilômetros ao norte de Kiev explodiu, contaminando uma parte da Europa no pior desastre nuclear do mundo.

É preciso substituir um abrigo de concreto que confina o reator que explodiu porque o abrigo original está rachado e instável. A conferência acontece durante o aniversário de 25 anos do desastre. “Estou confiante de que os eventos de amanhã trarão os resultados desejados, principalmente na obtenção de fundos necessários para completar o trabalho de segurança em Chernobyl”, disse Barroso, durante uma coletiva de imprensa junto com o presidente ucraniano, Viktor Yanukovich.

O dinheiro angariado será canalizado para a segurança nuclear, mas também será utilizado em programas de ajuda à população local e em serviços de saúde de qualidade para as famílias afetadas. “Superar uma tragédia de tal dimensão não pode ser apenas trabalho da Ucrânia. O incidente no Japão confirmou novamente que tais eventos são um desafio para toda a humanidade”, disse Yanukovich.

(Com agência EFE)