Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump vai propor aumento de 10% em gastos com defesa e segurança

O plano orçamentário para 2018, com elevação 'histórica' de gastos, segundo Trump, deve ser entregue ao Congresso em março

O presidente de Estados Unidos, Donald Trump, vai propor um orçamento federal que eleva em 54 bilhões de dólares (168 bilhões de reais) os gastos com defesa e segurança para o ano fiscal de 2018, antecipou a Casa Branca nesta segunda-feira. O primeiro plano orçamentário do republicano deve incluir uma redução de recursos para o Departamento de Estado e gastos internacionais, como ajuda financeira e apoio militar a outros países.

Durante um encontro com a Associação Nacional de Governadores na Casa Branca, o próprio Trump detalhou que solicitará um aumento “histórico” nos gastos com os departamentos de Defesa e Segurança. O presidente entregará seu plano ao Congresso em março, que precisa aprová-lo, para que passe a valer a partir de outubro.

“Este orçamento será de segurança pública e segurança nacional”, enfatizou Trump, durante seu discurso a governadores. O republicano prometeu “fazer mais com menos” e acrescentou que é necessário que os Estados Unidos “comecem a ganhar as guerras de novo”.

De acordo com a Casa Branca, o orçamento da defesa será 10% maior. Sem dar detalhes, a administração de Trump informou que “outros programas” terão cortes, para compensar a mudança. Segundo oficiais do governo, que falaram ao jornal Washington Post, os gastos com ajuda internacional devem ser os primeiros afetados.

Os comentários de Trump sobre o plano orçamentário são a primeira indicação formal sobre suas prioridades financeiras. Durante seu discurso na Casa Branca, na manhã de hoje, Trump deixou claro que colocará “a América em primeiro lugar”, usando internamente o dinheiro que costumava ser “gasto no exterior”.

(Com EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. adson miranda de almeida

    muito bom. acho que os EUA abriram as portas demais para muita gente que trouxeram muitos problemas para a América. está na hora de reverter esta situação investindo em sua segurança.

    Curtir

  2. AUGUSTO MARAJÓ

    Todos os grandes impéros dominadores da história começaram sua queda sendo corroídos de dentro pra fora. Os EUA, ao eleger o “Tranco”, podem ter acionado o botão de auto destruição.

    Curtir

  3. Adilson Nagamine

    Será que reativa a economia americana comprando canhão? Não faça do microondas uma arma. Adilson Nagamine

    Curtir

  4. Fred
    Estuda um pouco sobre ideologias políticas antes de comentar. Nada a ver Dilma e Trump!!!! Já vi que você é um boneco da mídia! !!!!!!!
    Os dois são 100% diferentes, agora, se dissesse que a Hillary Clinton é um Dilma, aí td bem.
    Estude, estude e estude.

    Curtir