Trump revelou informações altamente secretas a russos

Segundo jornal americano, Trump saiu do roteiro estabelecido para reunião com chanceler russo e embaixador do Kremlin e discutiu planos do Estado Islâmico

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revelou informações secretas ao ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, e ao embaixador do país em Washington, Sergey Kislyak, quando os recebeu na última semana na Casa Branca, informou nesta segunda-feira o jornal americano The Washington Post.

Trump saiu do roteiro estabelecido para a reunião com o chanceler russo e o embaixador do Kremlin em Washington na última quarta-feira e discutiu informações altamente secretas sobre planos terroristas do Estado Islâmico (EI).

Os detalhes dessas informações são tão secretos que nem aliados dos Estados Unidos receberam os dados, segundo afirmaram funcionários do atual governo e do anterior consultados pelo jornal.

As informações estariam relacionadas com a possibilidade de que notebooks sejam utilizados em voos para realizar algum tipo de ataque terrorista. Os Estados Unidos já proibiram que esses equipamentos sejam levados na bagagem de mão em voos que chegam ao país procedentes do Oriente Médio.

Segundo o Post, Trump discutiu com os russos as capacidades de espionagem de um aliado muito importante que obteve as informações sobre os planos do EI. Além disso, o republicano revelou onde esse agente teria conseguido a informação secreta.

A Casa Branca informou imediatamente a Agência Central de Inteligência (CIA) e a Agência de Segurança Nacional (NSA) para reduzir o impacto das revelações. Trump não citou os métodos de espionagem utilizados, mas isso poderia afetar a capacidade dos Estados Unidos e dos aliados de detectar novas ameaças.

O país aliado que repassou as informações sobre o Estado Islâmico não autorizou que esses segredos fossem compartilhados com a Rússia. Por isso, a cooperação pode ser afetada pela ação de Trump.

Além disso, fontes de inteligência consultadas pelo jornal temem que a Rússia possa identificar as técnicas de espionagem utilizadas nesse território controlado pelo Estado Islâmico.

O presidente americano tem autoridade para compartilhar e repassar informações secretas, e o fato de Trump ter revelado aos russos o segredo não representa uma ilegalidade.

A reunião de Trump com os diplomatas russos foi vista como inoportuna por ter ocorrido no dia seguinte à demissão do diretor do FBI, James Comey, que liderava a investigação sobre a possível interferência do Kremlin nas eleições presidenciais dos Estados Unidos em coordenação com a campanha do republicano.

(com EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Éderson Rocha

    “O presidente americano tem autoridade para compartilhar e repassar informações secretas, e o fato de Trump ter revelado aos russos o segredo não representa uma ilegalidade.”
    Agora eu gostaria de saber o “porquê” do chororô se a própria matéria esclarece que não há nada de errado no ato do Trump! FAKE NEWS travestido de reportagem verídica!

    Curtir

  2. Tatiana Costantinni Cohen

    E. Rocha, Carla a Boca e nao repita o besteirol deste sociopath amarelo.

    Curtir

  3. Tatiana Costantinni Cohen

    Cale-se.

    Curtir

  4. Helio Campbell Truci

    Faz-me rir! Desde quando o Washington Post globalista é fonte confiável?! Menos, pessoal, menos… A ignorâcia política dos brasileiros alfabetizados já é coisa do passado. Evoluam se quiserem sobreviver.

    Curtir

  5. Alonso Infocell

    QUE SABER,O MUNDO VIROU UMA RUMA DE BOSTA,O POVO NÃO SABE O QUE QUER,OS RELIGIOSOS ESTÃO CADA DIA MAIS RETARDADOS, BRIGAM UNS COM OUTROS POR SEUS DEUSES,O POVO NÃO TEM ORGULHO PRÓPRIO,VIVEM SE REBAIXANDO AOS OUTROS,DIZEM SOU TEU FAN FULANO,HAAA VÃO CRIAR VERGONHA NA CARA E SE DER VALOR, PAREM DE SEREM BESTA E VIREM GENTE DE MORAL.

    Curtir

  6. geraldo rocha

    Prezados,
    O problema é que o país que forneceu está informação aos EUA não autorizou a repassar para a Russia.

    Curtir

  7. Éderson Rocha

    geraldo rocha, insisto:
    “O presidente americano tem autoridade para compartilhar e repassar informações secretas, e o fato de Trump ter revelado aos russos o segredo não representa uma ilegalidade.”
    Acho que está claro que ele “pode sim”, né?

    Curtir

  8. 999justforfun

    Imprensa vassala da quadrilha NWO em desespero, na guerra que ocorre atrás das cortinas seus “mestres” satanistas estão sendo cassados um a um.

    Curtir

  9. Funcionário dos democratas assassinado em julho passado foi a fonte de vazamento para o Wikileaks. Isto sim é vazamento de dados.

    Curtir