Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump atinge número de delegados necessário para a indicação do Partido Republicano

De acordo com projeções, magnata tem um voto a mais que o necessário para assegurar candidatura. Cálculos levam em conta posição de delegados cujos votos não são condicionados pelos resultados das prévias

Donald Trump atingiu o número de delegados necessário para ser nomeado pelo Partido Republicano e concorrer à Presidência dos Estados Unidos, de acordo com cálculos da rede CNN, da Associated Press e do portal de notícias especializado Real Clear Politics. Dessa forma, o bilionário evita uma possível contestação na convenção do partido, em julho.

São necessários 1.237 votos para vencer a nomeação republicana e o bilionário atingiu 1.238, um a mais que o exigido, segundo os cálculos da AP. A projeção foi feita com base na apuração de votos declarados por delegados que não são ligados a nenhum candidato e que por isso podem escolher quem quiserem na convenção republicana que define o nome do partido para disputar a Presidência dos Estados Unidos.

“Ninguém na história da América partiu de um anúncio em 16 de junho para conseguir chegar a uma vitória por maioria em 26 de maio”, escreveu no Twitter o ex-presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich, que está na lista de possíveis candidatos à vice-presidência na chapa republicana. “O feito de Trump é marcante”, falou em referência a vitória precoce do magnata na corrida do partido.

Entre os novos apoiadores do bilionário está o presidente do Partido Republicano em Oklahoma, Pam Pollard. “Eu acho que ele tocou parte do eleitorado que não gosta de onde o nosso país está. Eu não tenho nenhum problema em apoiar Trump”, afirmou. Steve House, presidente republicano do Colorado, também confirmou seu voto. “Líder é líder. Se ele pode cercar-se com talentos políticos, acho que ele ficará bem”, comentou.

Leia também:

Protestos ofuscam nova vitória de Trump nas primárias

Pesquisa mostra Trump a um passo de alcançar Hillary na corrida eleitoral

Membros seniores do partido, como Pollard e House, estão entre os 118 delegados que chegarão à convenção podendo escolher quem indicar para a disputa pela Casa Branca. A vasta maioria dos delegados republicanos precisa votar de acordo com os resultados das primárias estaduais.

Após a desistência de seus adversários John Kasich e Ted Cruz, Trump fortaleceu-se ainda mais como um candidato forte na corrida pela Presidência. Em pesquisa divulgada na segunda-feira, o magnata aparece com uma diferença de apenas 3 pontos porcentuais em relação à provável candidata democrata Hillary Clinton, o que significa empate técnico. Em abril deste ano, a ex-secretária de Estado tinha 11 pontos de vantagem.

(Com Estadão Conteúdo)