Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tempestade tropical deixa ao menos 13 mortos nas Filipinas

Entre 15 e 20 tufões passam pelo país, todo ano, durante a estação de chuvas

Ao menos 13 pessoas morreram, no leste das Filipinas, em inundações e deslizamentos de terra, provocados pela tempestade tropical “Aere”, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais. Entre as vítimas, três crianças. Duas pessoas ainda estão desaparecidas e 100.000 tiveram de deixar suas casas.

Duas províncias, na porção oriental do país, registraram quatro mortes cada uma e os outros casos ocorreram em Manila, Bulacan, Catanduanes e Leyte, de acordo com o último boletim do Conselho Nacional de Resposta e Prevenção de Desastres. Algumas pessoas morreram afogadas e outras soterradas nos deslizamentos de terra.

A água e os ventos fortes derrubaram postes de eletricidade e árvores. A catástrofe afetou 111.938 pessoas. Entre elas, 5.000 famílias que tiveram de deixar suas casas e outras 4.000 que estão isoladas nas áreas afetadas.

Pessoas lutam contra os ventos fortes em Navotas

Pessoas lutam contra os ventos fortes em Navotas (VEJA)

A tempestade tocou a terra no domingo com ventos de até 85 km/h na ilha de Catanduanes e se deslocou em direção ao norte, rumo à ilha de Luzon da capital Manila, informou o Serviço Atmosférico, Geofísico e Astronômico filipino. Nesta segunda-feira, a “Aere” já estava a caminho do Taiwan e do Japão.

A Cada ano, entre 15 e 20 tufões passam pelas Filipinas durante a estação chuvosa, que começa entre maio e junho e termina entre outubro e novembro.

(Com agência EFE)