Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Talibã nega autoria de massacre no Afeganistão

Um grupo de civis que participavam de um casamento foi encontrado decapitado em uma área sob controle do grupo terrorista

Autoridades talibãs do Afeganistão negaram, nesta terça-feira, o envolvimento do grupo terrorista na decapitação de 17 civis, entre eles duas mulheres, que estavam em um casamento no sul do país neste final de semana, responsabilizando “aldeões bêbados armados” pelo massacre. O Talibã desaprova o contato social entre homens e mulheres não casados ou parentes.

Os corpos, que foram decapitados ou tiveram as gargantas cortadas, foram encontrados na beira de uma estrada no distrito de Musa Qala, em Helmand, que está sob o controle dos talibãs. “Os mujahedins (combatentes) não conheciam o incidente e obtiveram a informação por meio dos veículos de comunicação”, disse o porta-voz rebelde, Mohammed Yousef Ahmadi, em entrevista concedida à Agência EFE.

Leia também:

Soldados que urinaram em cadáveres sofrem punição