Suspeito por explosões em Nova Jersey e Nova York é detido

Ahmad Khan Rahami foi detido pela polícia em Linden, Nova Jersey, após trocar tiros com a polícia

O cidadão americano nascido no Afeganistão e procurado por conexão com as explosões em Nova York e Nova Jersey foi preso nesta segunda-feira após trocar tiros com a polícia, informou a imprensa americana. Ahmad Khan Rahami foi detido pela polícia em Linden, Nova Jersey, reporta o site do jornal The New York Times. Rahami foi levado em uma ambulância depois de ficar ferido no tiroteio com a polícia, segundo imagens da rede CNN.

As imagens mostram o suspeito com um ferimento no braço direito e movendo a cabeça para os dois lados, com os olhos abertos e o tórax parcialmente coberto por um lençol, sendo colocado em uma ambulância. Antes de sua detenção, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, tinha dito que Rahami “poderia estar armado e ser perigoso”.

Na madrugada desta segunda-feira, um artefato explosivo foi localizado próximo a uma estação de trem em Elizabeth, New Jersey.  O material estava dentro de uma mochila abandonada em uma lixeira. Após o isolamento da área, o esquadrão antibomba usou um robô para cortar um fio e tentar desarmar a bomba, mas isso causou uma explosão, disse o prefeito. “Imagino que todos os cinco explodiram ao mesmo tempo, que a perda de vidas seria enorme se houvesse um evento ocorrendo”, disse o prefeito de Elizabeth, Christian Bollwage.

Leia também
Polícia divulga foto de suspeito de ataque em Nova York
Polícia explode artefato próximo a estação de trem em New Jersey
NY reforça segurança. Polícia vê conexão entre explosões

Suspeitos — Cinco pessoas foram detidas no domingo por possíveis vínculos com a bomba que explodiu no sábado em Nova York. A agência do FBI (a polícia federal americana) em Nova York informou em sua conta no Twitter que até agora ninguém foi formalmente acusado por ter plantado a bomba. O governador de Nova York, Andrew Cuomo, afirmou que foi um ato de terrorismo, mas ainda não há nenhuma ligação conhecida com grupos jihadistas estrangeiros

A explosão na noite de sábado no bairro Chelsea deixou 29 feridos e provocou danos em alguns edifícios. A polícia encontrou uma segunda bomba a quatro quadras de distância. O artefato foi enviado para a sede do FBI na Virginia para exames forenses. Os dois dispositivos, preparados com panelas de pressão, continham pedaços de metal, telefones, luzes de Natal e compostos explosivos.

Obama — O presidente Barack Obama, que está em Nova York para a Assembleia Geral da ONU, convocou os americanos a “não sucumbirem ao medo” diante dos ataques. “Neste momento não vemos qualquer conexão entre o incidente em Minnesota e o que ocorreu aqui, em Nova York e em Nova Jersey. Nossa atenção agora está focada nas pessoas que ficaram feridas”, disse Obama, acrescentando que governo fará tudo o que for necessário para que a justiça seja feita.

Nova York entrou em alerta completo e mobilizou mais de 1.000 oficiais em aeroportos, terminais de ônibus e estações de metrô, antes da abertura na terça-feira na cidade da Assembleia Geral da ONU.

Suspeito de ataques nos EUA é preso

Ahmad Kahn Rahami foi ferido e preso após troca de tiros, em Linden, no Estado de Nova Jersey (Anthony Genaro/Reuters)

(Com agência France-Presse)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. E, certamente, os esquerdopatas do politicamente correto dirão que qualquer tipo de precaução com relação a imigrantes muçulmanos será islamofobia!!! Os ocidentais, na cabeça desses imbecis, devem continuar bovinamente sendo alvo do terrorismo islâmico!

    Curtir

  2. Januario Neto Souza Neto

    E, certamente, os direitospatas do politicamente correto dirão que qualquer tipo de precaução com relação a imigrantes muçulmanos será islamofobia!!! Os ocidentais, na cabeça desses imbecis, devem continuar bovinamente sendo alvo do terrorismo islâmico!

    Curtir

  3. Januario Neto Souza Neto

    E, certamente, os direitopatas do politicamente correto dirão que qualquer tipo de precaução com relação a imigrantes muçulmanos será islamofobia!!! Os ocidentais, na cabeça desses imbecis, devem continuar bovinamente sendo alvo do terrorismo islâmico!

    Curtir

  4. Sérgio Tricarico

    Dilminha tem razão, tem que conversar com eles… soltar eles… eles são apenas terroristas que tiram algumas vidas, o que significam algumas vidas? Nada… Parem de ser preconceituosos, seus monstros

    Curtir