Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Suécia confirma que submarino estrangeiro entrou em suas águas territoriais

Marinha do país organizou caçada à embarcação na segunda metade de outubro

A Suécia confirmou nesta sexta-feira que um submarino estrangeiro violou suas águas territoriais em outubro e que vai ser mais rigorosa para impedir tais incursões.

“Podemos confirmar que um submarino pequeno estava nas águas suecas”, anunciou o comandante do Estado-Maior, Sverker Goranson, durante uma entrevista coletiva ao lado do primeiro-ministro Stefan Lofven. “Não sabemos quem é o responsável por esta violação, que é absolutamente inaceitável. Não queremos atividades de espionagem em nossas águas”, disse o primeiro-ministro.

Leia também:

Merkel e Putin têm ‘sérias divergências’ sobre a Ucrânia

Parlamento da Ucrânia aprova pacote anticorrupção

Hackers russos usaram falha no Windows para espionar Otan

“Vamos reforçar nossa capacidade de busca e identificação dos que realizam missões ilegais em nossas águas. Vamos defender nossa integridade territorial com todos os meios disponíveis”, disseo chefe de Governo.

Esta é a primeira vez que as Forças Armadas suecas admitem a violação do espaço marítimo por um submarino. De 17 a 24 de outubro, a Suécia organizou uma operação no Mar Báltico e no arquipélago de Estocolmo para encontrar o submarino.

Histórico – Apesar de o governo sueco não ter informado a nacionalidade da embarcação, analistas apontam que provavelmente o submarino invasor era russo. Moscou negou à época da operação de busca ter qualquer relação com o episódio. Não foi a primeira vez que um submarino provocou um estranhamento nas relações entre a Rússia e a Suécia. A caçada evocou as rotineiras invasões das águas territoriais suecas por embarcações soviéticas durante os anos da guerra fria.

No incidente mais notável, ocorrido em outubro de 1981, um submarino a diesel soviético acabou encalhando acidentalmente em uma praia sueca próxima de Karlskrona, onde está localizada a maior base naval da Suécia. No momento mais tenso do episódio, navios de guerra soviéticos tentaram forçar passagem entre a marinha sueca para resgatar o submarino. No final, os esforços de intimidação não funcionaram e os soviéticos retrocederam. O episódio só acabou depois de dez dias de tensão, quando rebocadores suecos acabaram levando o submarino para águas internacionais, onde ele foi entregue aos soviéticos.

(Com agência France-Presse)