Síria: 100 desertores mortos ou feridos em confrontos com militares

Cem desertores sírios morreram ou ficaram feridos em confrontos com militares na província de Idleb (noroeste), anunciou nesta terça-feira o opositor Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

“Após confrontos com o Exército regular, uma centena de desertores foram cercados e foram mortos ou feridos no distrito de Yabal al-Zawia”, afirma o OSDH em um comunicado.

“Dezenas de civis, incluindo ativistas, também estão cercados pelo Exército sírio na região”, completa o texto do OSDH, que pediu ao principal dirigente da Liga Árabe, Nabil al-Arabi, a “agir imediatamente para evitar este possível massacre”.

Al-Arabi anunciou na segunda-feira que uma primeira delegação de observadores árabes viajaria a Damasco esta semana, depois que a Síria autorizou a viagem de observadores ao país.

Segundo o OSDH, entre 60 e 70 desertores faleceram na segunda-feira com tiros de metralhadoras, durante uma tentativa de fuga de seus quartéis.