Sete pessoas são encontradas com as mãos mutiladas no México

Vítimas estavam em estado de choque e não puderam dar esclarecimentos

Sete pessoas com as mãos mutiladas, entre eles uma mulher, foram encontradas no Estado de Jalisco, no México, nesta terça-feira. Das sete vítimas, que haviam sido sequestradas na cidade de Guadalajara, seis foram achadas com vida no município vizinho de Tlaquepaque.

Ao lado do corpo da sétima vítima, um recado escrito em papel cartolina dizia: ‘É isso o que acontece com ladrões’. O aviso estava assinado por um grupo autointitulado ‘Elite Anti-Ratos’.

LEIA TAMBÉM:
Levante feminino acabou com o crime organizado em cidade mexicana

As mãos amputadas foram deixadas com as vítimas, que estavam em estado de choque e não puderam dar esclarecimentos. Elas traziam a palavra ‘rata’, que significa ladrão, escrita em diversas partes de seus corpos.

A polícia de Jalisco acredita que o caso esteja relacionado a dívida de drogas ou acerto de contas em briga de gangues. “Eles queriam ensinar uma lição ou espalhar terror entre os envolvidos na atividade [criminal]”, disse o promotor de Jalisco, Eduardo Almaguer. Dois suspeitos foram presos.

As sete pessoas, com idades entre 24 e 44 anos, foram sequestradas em pontos distintos de Guadalajara na segunda-feira.