Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Serviço de inteligência alemão alerta para risco de atentado no país

O chefe da inteligência alemã disse que o país está 'na mira' de grupos como o Estado Islâmico e a Al Qaeda e que os alertas sobre atentados são 'cada vez mais concretos'

A Alemanha é cada vez mais consciente sobre o alto risco de sofrer um ataque terrorista islamita, disse esta segunda-feira o chefe da inteligência do país, depois da prisão de dois radicais que planejavam um atentado na semana passada. O presidente do Escritório Federal para a Proteção da Constituição, Hans-Georg Maassem, explicou em Berlim que “o preocupante” é que os alertas recebidos pela inteligência alemã sobre possíveis atentados são “cada vez mais concretos” e “cada vez mais repetitivos”, reporta a emissora BBC.

Em entrevista coletiva durante um congresso sobre terrorismo, Maassem também indicou que a agência processa “dois ou três” alertas de atentado por semana. No entanto, ressaltou que apesar do “alto risco abstrato” no qual se encontra a Alemanha, de acordo com o Ministério do Interior, não há “nenhum indício concreto de ataque”. Para ele, o que é óbvio é que a Alemanha está “na mira” do Estado Islâmico e da Al Qaeda, organizações terroristas que não hesitarão em atacar o país “se tiverem a oportunidade”.

Leia também

EUA: polícia mata dois atiradores perto de exposição de charges de Maomé

Polícia alemã prende dois suspeitos de preparar ataque terrorista

Airbus protocolará queixa-crime por espionagem na Alemanha

O presidente da agência aproveitou para ressaltar a importância da cooperação com outros serviços de inteligência estrangeiros em um momento em que o governo alemão é criticado pela colaboração de seus serviços secretos com os americanos.

Na quinta-feira, a polícia alemã deteve em Oberursel, perto de Frankfurt, dois radicais islamitas que preparavam um atentado terrorista. Ao revistarem a casa deles, as forças de segurança apreenderam uma bomba caseira, material explosivo, um fuzil e munição. Os presos são investigados pelos crimes de planejamento de ato violento grave contra a segurança do Estado e de preparação de atentado com bomba, segundo indicou o promotor federal, Albrecht Schreiber.

A Alemanha, que não segue um sistema de níveis de segurança identificados por cores como outros países, enfrenta um “alto risco abstrato”, segundo o Ministério do Interior. As forças de segurança informaram recentemente ao Parlamento alemão que não há nenhum indício concreto sobre hora ou lugar de um atentado, mas que existe uma ameaça genérica pelo envolvimento político e militar da Alemanha na Síria e no Iraque.

(Da redação)