Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Romney, enfim, diz que declaração sobre 47% foi errada

Em entrevista à rede de TV 'Fox News', o republicano afirmou que estava 'completamente errado' quando criticou quase metade do eleitorado americano

O candidato republicano à Presidência dos EUA, Mitt Romney, parece que de fato se transformou em um novo homem desde o primeiro debate presidencial, na última quarta-feira, quando mostrou posições diferentes das que havia tomado até aqui em sua campanha e acabou se saindo melhor do que o presidente Barack Obama, seu rival na disputa.

Leia também:

Romney ‘demite’ Garibaldo e causa furor nas redes sociais

Imprensa americana aponta vitória de Romney em debate

No aniversário de casamento de Obama, Romney faz festa

Depois de ter revelado um perfil menos conservador no debate, negando propostas como a de um corte de impostos de 5 trilhões de dólares e chamando a regulação do governo no mercado de “essencial”, Romney mostrou na noite desta quinta-feira que também mudou de opinião sobre outro assunto: sua declaração sobre os “47% dos americanos que não pagam impostos” e são “dependentes do governo”. Além disso, no vídeo em que o candidato aparece ironizando cerca de metade do eleitorado americano, ele afirma que “não é seu trabalho se importar com essas pessoas”.

Agora, em entrevista à rede de TV Fox News, o republicano admitiu que estava errado. “Claramente, em uma campanha com centenas, senão milhares de discursos e sessões de perguntas e respostas, de vez em quando você vai dizer algo que não se revela certo”, afirmou Romney. “Nesse caso eu simplesmente disse algo completamente errado. Acredito, apesar disso, que minha vida mostrou que me importo com 100% (dos americanos)”, completou.

Trata-se de uma posição diferente daquela que Romney tomou após o vazamento do vídeo. No mesmo dia em que as declarações vieram à tona, em uma entrevista coletiva, o ex-governador do estado de Massachusetts não se retratou e sustentou tudo o que havia dito, ressaltando apenas que suas observações “não foram elegantemente expostas” e ele “estava falando de improviso ao responder uma questão”.

Saiba mais:

A demografia a favor de Obama: minorias serão maiorias

Peso do voto evangélico nos Estados Unidos é cada vez menor

Críticas – A afirmação de Romney de que 47% dos americanos não pagam imposto de renda foi bastante criticada e abalou sua candidatura – que renasceu depois do primeiro debate. Isso porque dados do governo americano compilados pela organização Tax Policy Center (Centro de Política Tributária) apontam que, na verdade, apenas enntre 17% e 18% dos cidadãos do país não pagaram qualquer imposto sobre rendimento no ano passado.

Entre os que não foram tributados diretamente sobre a renda, quase dois terços (28,3% do total de contribuintes) pagaram imposto sobre a folha de pagamento – o sistema tributário americano faz distinção entre os dois dipos de rendimento.

Além disso, grande parte dos americanos que não pagaram nenhuma das duas espécies de imposto é formada por aposentados (10%) e os cerca de 7% restantes têm renda inferior a 20.000 dólares, o que os torna isentos. Portanto, só esses grupos poderiam ser considerados “dependentes do governo”. A maioria dos eleitores criticados por Romney, uma vez que é tributada por meio de seus salários, possui emprego.

Caio Blinder: Mitt Romney mostrou até que é páreo duro para Barack Obama