Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Republicanos em forte disputa para a Super Terça

Os republicanos americanos se preparam para a Super Terça, dia no qual serão realizadas votações em 10 estados para a escolha do seu pré-candidato presidencial, em primárias nas quais há três meses os favoritos se alternam semanalmente, tornando difícil prever quem será o rival de Barack Obama.

No dia 6 de março, os aspirantes republicanos se enfrentarão no Alasca, Geórgia, Idaho, Massachussetts, Dakota do Norte, Ohio, Oklahoma, Tennessee, Vermont e Virginia.

A dois dias da super terça-feira, o multimilionário ex-governador de Massachussetts Mitt Romney e o ultraconservador ex-senador da Pensilvânia Rick Santorum se superam um ao outro por poucos pontos em pesquisas em vários estados, enquanto o outrora favorito, o conservador Newt Gingrich, aparece como ganhador apenas na Geórgia, estado que representou durante duas décadas na Câmara de Representantes em Washington.

Vencer Ohio é o maior prêmio deste dia maratônico para os quatro candidatos em disputa, que, desde janeiro, vivem altos e baixos nas pesquisas e nos resultados das primárias, com exceção do congressista do Texas Ron Paul, que não venceu em nenhum local.

Nesta confusa batalha para decidir qual será o candidato republicano que enfrentará Obama em novembro, Romney chega com sete estados conquistados, Santorum com quatro e Gingrich com um.

No sábado, Romney conquistou outra vitória na batalha republicana ao o “caucus” – assembleias do partido – do estado de Washington.

Romney se declarou vitorioso na disputa quando os resultados mostraram que estava muito à frente do ex-senador Rick Santorum e do congressista pelo Texas Ron Paul, que lutavam pelo segundo lugar.

Com 80% dos votos apurados, Romney liderava com 36%, contra 25% de Santorum e 24,6% de Paul. O ex-presidente da Câmara de Representantes Newt Gingrich tinha apenas 10,9% dos votos.

“Romney está fortalecido por suas vitórias nesta semana, mas esta corrida está longe de terminar”, disse Andra Gillespie, professora de ciência política na Universidade de Emory, em declarações à AFP em Atlanta.

Segundo esta acadêmica, a Super Terça “será muito disputada, e Ohio é uma das corridas mais simbólicas. Santorum e Newt Gingrich estão lutando para conseguir votos neste estado, e por isso não é possível concluir que Mitt Romney vá vencê-lo”, indicou.

Nenhum republicano ganhou a eleição presidencial sem vencer em Ohio e os resultados ali parecem indefinidos.

Mas vários analistas advertem que, nesta ocasião, o jogo segue aberto entre os indecisos republicanos que costumam apoiar os candidatos mais conservadores em nível local, mas que veem em Romney o único com capacidade de superar o democrata Obama.

As últimas vitórias de Romney no Arizona e em Michigan na semana passada o levaram imediatamente a fazer campanha em Ohio, onde há até poucos dias as pesquisas sorriam para ele, mas que a dois dias da super terça-feira Rick Santorum aparece como favorito para vencer esta eleição com 35% dos votos, segundo a média realizada pelo site Real Clear Politics.

Ali, Romney acumula apenas 29%, Gingrich obtém 16% e Paul 11%, de acordo com a mesma fonte.

Algumas pesquisas indicam que nos estados indecisos os independentes se inclinam por Santorum, que, entre suas declarações que levantaram polêmica com os setores mais liberais do país, está sua oposição ao aborto, inclusive em casos de estupro, porque sustenta que “é preciso tirar o melhor de uma situação ruim” e que toda criança é um “presente de Deus”.

Para Charles Bullock, professor de ciência política na Universidade da Geórgia, “a super terça-feira não resolverá nada disso”. “Em alguns estados Santorum vai sair na frente. Acredito que Romney avançará nos estados com grande quantidade de delegados, como Califórnia e os estados do Leste” depois.

A primária segue e, como muitos analistas, Bullock não descarta que a definição chegue apenas em agosto, quando for realizada a convenção nacional republicama em Tampa, Flórida.

Na terça-feira, Alasca, Idaho e Dakota do Norte decidirão em “caucus”, enquanto o resto dos estados realizarão primárias com eleições por voto secreto.