Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Repressão a protestos já matou 76 pessoas na Venezuela

David José Vallenilla, de 22 anos, foi morto com três tiros no peito pela Guarda Nacional Bolivariana durante manifestação contra Maduro

A dura repressão de Nicolás Maduro às manifestações contra seu governo fez nesta quinta-feira mais uma vítima na Venezuela. David José Vallenilla, um técnico em enfermagem de 22 anos, foi atingido por três tiros no peito pela Guarda Nacional Bolivariana. O jovem chegou a ser levado para hospital, mas morreu na mesa de cirurgia, informou o jornal local El National.

O momento em que Vallenilla é atingido ao se aproximar da Base Aérea de La Carlota, em uma das principais avenidas do município de Chacao, em Caracas, foi registrado ao vivo pelo canal VivoPlay e rapidamente se espalhou pelas redes sociais.

Nas imagens é possível ver quando Vallenilla tenta jogar algo por cima das grades da Base Aérea e dois homens da Guarda atiram quase à queima-roupa. Quando o jovem já esta no chão, um dos oficiais faz mais um disparo.

“Ele deu entrada na Emergência da Clínica El Ávila com três tiros no peito esquerdo que destruíram seu coração, ventrículo e átrios. Os médicos tentaram todas as manobras possíveis, mas não havia nada a fazer”, disse o deputado da oposição José Manuel Olivares ao jornal El Estimulo.

Com a morte de Vallenilla, subiu para 76 o número de mortos pela violenta repressão do governo aos manifestantes que, desde o começo de abril, saem todos os dias às ruas para protestar contra o presidente Nicolás Maduro.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Nathan Khornnes

    Mas que povo venezuelano mais frouxo! Submissão tem limite. O Sr. Nicolas Maduro é um demónio travestido de ser humano. E a Guarda Nacional mata seus co-cidadãos, triste! Eles deveriam voltar seus fuzis para o m
    Maduro e sua família.

    Curtir

  2. Gafanhoto Fanho

    Que inveja, heim petralhas??? É o sonho da canalha esquerdista…

    Curtir

  3. Paulo Bandarra

    Na verdade não são mais protestos mas black blocks venezuelanos em franco atos de vandalismo.

    Curtir

  4. Inácio Nóbrega

    Onde andam os comunistas que defendem essa ditadura sangrenta e os direitos dos manos no Brasil?

    Curtir

  5. Luiz Carlos de Siqueira

    Cadê a esquerda podre, noventa e escrota no Brasil?! Sempre rosnam e relinxam quando ocorre qualquer ação da polícia aqui! Mas, se é para defender um déspota, ditador e carnificida de um esquerdista escroto eles se omitem, calam a boca enfiam o rabo entre as pernas. Canalhas!!!!

    Curtir

  6. A VERDADEIRA FACE DO COMUNISMO ! NADA CONTRA ELES PODE, MAS ELES PODEM AGIR CONTRA QUALQUER COISA. INCLUSIVE, MATAR GRATUITAMENTE. COVARDES MALDITOS.
    Pra quem apoia O DITADOR Podre; só pra lembrar que, se um policial atirar com balas de borracha no lombo de vândalos, é um chororô desgraçado, um mimimi sem fim. Por outro lado, apoiam a matança que o COVARDE DITADOR pratica na Venezuela. Vai entender umas mentes diabólicas dessas.
    Aqui no Brasil, reclamam contra a ação da polícia, na Venezuela aplaudem ,a atitude assassina do Ditador. Logo se percebe que tipo de gente quer ficar no poder. Ex-presidentes aqui, nem se manifestam contra a matança.

    Curtir

  7. O criminoso maduro amigo do criminoso lula : ambos terão um final de vida apavorante.

    Curtir