Protesto sindical em apoio a indígenas começa na Bolívia

O principal sindicato operário boliviano iniciou nesta quarta-feira um dia de protestos sociais em apoio aos indígenas do Amazonas, vítimas de uma violenta ação policial no domingo passado, em uma marcha que se dirigia à sede do governo.

Milhares de integrantes de sindicatos afiliados à Central Operária Boliviana (COB) começaram a se concentrar para marchar até o centro das principais capitais, segundo imagens das tvs locais.

A COB convocou a paralisação e atos de protestos para exigir uma solução para o conflito dos indígenas amazônicos que são contrários à construção de uma estrada que atravessaria uma reserva natural.

As autoridades assinalaram que o protesto da COB é injustificado, depois do anúncio do presidente Evo Morales sobre a questão da estrada.

Morales suspendeu o projeto de construção até que as partes envolvidas sejam consultadas.

“Enquanto houver este debate nacional e para que os departamentos decidam, fica suspenso o projeto de estrada sobre o Território Indígena Parque Nacional Isiboro Sécure”, destacou o presidente.

Morales não revelou quando e como ocorrerá a consulta, mas funcionários do governo avaliam que tal processo exigirá de seis meses a um ano.