Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Professor que fugiu com aluna é considerado culpado de sequestro

O júri decidiu que Jeremy Forrest raptou a menor, com quem mantinha um relacionamento amoroso, ao levá-la para viajar sem o consentimento dos pais

O professor de matemática Jeremy Forrest, de 30 anos, foi considerado culpado de sequestrar a adolescente Megan Stammers, de 15, em 2012. Eles mantinham um relacionamento amoroso e fugiram do Reino Unido com medo de serem descobertos. O júri declarou nesta quinta-feira que o homem raptou a garota após viajar com a menina para a França sem o consentimento de seus pais. Ele foi rotulado pela promotoria como um pedófilo e deverá receber a sentença em uma audiência marcada para esta sexta-feira.

Megan começou a manter relacionamentos sexuais com o professor logo após ter completado 15 anos. Ao notar que estava prestes a ser descoberto, Forrest convenceu a garota de que eles precisavam fugir do Reino Unido. Os dois ficaram sete dias desaparecidos até serem encontrados pela polícia em Bordeaux, na França. De acordo com Emily Forrest, casada com o professor na época do crime, o seu relacionamento enfrentava sérias complicações nos meses que antecederam o sequestro.

Segundo a rede britânica BBC, antes de ouvir o veredicto Forrest se virou para Megan e disse que a amava. A adolescente, por sua vez, pediu desculpas ao professor e chorou copiosamente após o pronunciamento do júri. Em uma coletiva organizada fora do tribunal, a mãe da garota agradeceu os esforços da polícia francesa e afirmou que “a família viveu o seu pior pesadelo nos últimos nove meses”. A escola onde a menina estudava também foi investigada, mas acabou absolvida de qualquer falha na segurança em um relatório publicado em abril.