Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Procuradoria colombiana atribui às Farc atentado contra ex-ministro

Bogotá, 15 jun (EFE).- O procurador-geral da Colômbia, Eduardo Montealegre, atribuiu nesta sexta-feira às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) o atentado ocorrido no dia 15 de maio, em Bogotá, contra o ex-ministro de Interior e Justiça Fernando Londoño, e disse que identificou a pessoa que pôs a bomba que explodiu e matou dois seguranças.

Montealegre disse que a Procuradoria ‘tinha indícios’ de que as Farc eram as autoras do atentado contra Londoño, que foi ministro do Interior nos primeiros anos do agora ex-presidente colombiano, Álvaro Uribe (2002-2010).

Ele acrescentou que a investigação do caso avança ‘por um bom caminho’ e que inclusive se ‘conseguiu a identificação da pessoa que cometeu o atentado’ contra Londoño, mas não deu mais detalhes ‘por razões óbvias’.

Disse, além disso, que há ‘elementos de julgamento muito sérios para sustentar que o atentado foi produto das Farc e que, além disso, tem total relação com o carro-bomba que foi apreendido no mesmo dia’, no centro de Bogotá e que ia ser ativado contra um posto de Polícia.

O atentado contra Londoño ocorreu no dia 15 de maio nas proximidades do centro financeiro de Bogotá, onde além disso há colégios, universidades e shoppings. EFE