Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Procurador francês abre investigação sobre ministro de Macron

Richard Ferrand é acusado de envolvimento em transação imobiliária irregular

Um procurador abriu nesta quinta-feira uma investigação preliminar sobre um dos ministros do governo do novo presidente da França, Emmanuel Macron. O processo vai apurar possíveis irregularidades em uma transação imobiliária que envolve Richard Ferrand, atual ministro da Coesão de Território francês e um dos principais aliados de Macron.

Na semana passada, a imprensa francesa divulgou que a companheira de Ferrand foi beneficiada pela concessão de um contrato de aluguel por parte de uma seguradora da qual ele era diretor-geral entre 1998 e 2012. Além disso, um contrato do filho do ministro, que trabalhou vários meses como assistente parlamentar de seu pai, também está sendo investigado.

“Esta investigação terá o objetivo de reunir todos os dados que permitam uma análise completa dos fatos e entender se estes são suscetíveis ou não a ser uma infração penal”, afirmou o promotor Eric Mathais em um comunicado. Richard Ferrand, que comandou a campanha eleitoral de Macron, negou as acusações e afirmou que não pretende renunciar ao cargo, já que não cometeu nenhuma irregularidade.

O anúncio da investigação coincide com a apresentação pelo governo de uma nova lei sobre ética na política, que Macron havia prometido durante sua campanha. O caso fragiliza a posição de Ferrand e do governo de Macron, que se prepara para as eleições legislativas em meados de junho.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Fábio Luís Inaimo

    Cada um tem o Janot que merece !!!

    Curtir