Prefeito e seu secretário são encontrados mortos no oeste do país

O ataque é o terceiro contra um prefeito mexicano nos últimos cinco dias

O prefeito da cidade de Tancitaro, no estado de Michoacán, foi encontrado morto nesta segunda-feira, 27, no último acontecimento de uma onda de ataques a esses funcionários por cartéis de droga do país. O corpo de Gustavo Sanchez e o de seu secretário foram localizados no município de Angangua, longe da cidade que governava, com marcas que indicam terem sido mortos a pedradas, de acordo com uma fonte da Procuradoria estadual de Michoacán.

O ataque é o terceiro contra um prefeito mexicano nos últimos cinco dias. Uma das vítimas foi Ricardo Solis, que recentemente venceu as eleições para a prefeitura de Gran Morelos, no estado de Chihuahua, e foi atingido por quatro tiros na cabeça e um no tórax na sexta. Solis está hospitalizado. Um dia antes, o prefeito de Doctor Gonzalez, no estado de Nuevo León, foi assassinado por pistoleiros.

Nesta segunda, também no estado de Michoacan, quatro sicários (assassinos de aluguel) e um marine morreram em um prolongado tiroteio, segundo a imprensa local.

No estado ocidental, operam os cartéis do Milênio e o La Família Michoacana, este último emancipado do poderoso cartel do Golfo.

Desde que o presidente Felipe Calderón assumiu o poder, em dezembro de 2006, e lançou uma ofensiva contra o narcotráfico, mais de 29.000 pessoas morreram em ações relacionadas ao crime organizado.

(Com Reuters)