Pré-candidatos republicanos participam de quarto debate

Embate desta terça-feira deve ser marcado por questionamentos ao neurocirurgiãoo Ben Carson sobre sua biografia; médico divide liderança nas pesquisas com Donald Trump

Oito dos 15 candidatos à indicação do Partido Republicano para as eleições presidenciais americanas se enfrentarão nesta terça-feira no quarto debate antes das primárias. Atualmente, o empresário Donald Trump e o neurocirurgião aposentado Ben Carson estão no topo das pesquisas.

O debate está marcado para às 21h em Milwaukee, no norte do país (23h de Brasília), e será organizado pela emissora Fox Business. Devido ao elevado número de candidatos republicanos, as redes de televisão haviam definido um formato duplo: um debate principal para os dez candidatos melhor colocados nas pesquisas e um segundo debate para os demais. A Fox decidiu mudar o formato, e chamou apenas oito candidatos republicanos para o debate principal.

Leia também:

Jeb Bush diz que mataria o ‘bebê Hitler’ se pudesse voltar no tempo

Crianças latinas protagonizam vídeo xingando Trump e o racismo

As bobagens que eles contam na disputa pela Casa Branca

Questões sobre a biografia de Ben Carson devem dominar o debate. Na última sexta-feira, o neurocirurgião pediatra aposentado admitiu ter mentido sobre ter sido aceito na prestigiada academia militar de West Point.

Carson, que tem cativado os eleitores com sua forte convicção cristã e uma história inspiradora de como superou uma infância difícil em Detroit, disputa o primeiro lugar nas intenções de voto do partido com Trump, o polêmico magnata do ramo imobiliário, que sofre uma estagnação de sua popularidade.

Eles são seguidos pelos senadores Marco Rubio, da Flórida, e Ted Cruz, do Texas, ambos de origem cubana que se opõem à reforma da imigração e que aproveitaram os duelos anteriores para se destacar e ganhar notoriedade. O desempenho de Jeb Bush também deve ser acompanhado de perto. O ex-governador da Flórida, filho e irmão de ex-presidentes, é apresentado como opção séria e preparada, mas parece não estar convencendo os eleitores. A executiva Carly Fiorina, o governador de Ohio, John Kasich e o senador do estado de Kentucky Rand Paul completam o quadro.

(Da redação)