Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia investiga 4ª denúncia de estupro contra Roman Polanski

Vítima, que hoje tem 61 anos, teria o mesmo perfil das outras que acusam o diretor: era adolescente quando o crime teria ocorrido

A Polícia de Saint Gallen, na Suíça, abriu uma investigação para averiguar se o roteirista franco-polonês Roman Polanski, que atualmente tem 84 anos, abusou sexualmente uma menor de idade no vilarejo de Gstaad, em 1972.

A denúncia foi apresentada no último dia 26 pela atriz alemã Renate Langer, atualmente com 61 anos, que afirmou que o estupro aconteceu quando ela tinha 15, de acordo com a agência de notícias suíça ATS. Ela teria conhecido Polanski quando era modelo em Munique e foi encontrar o diretor na casa dele, em Gstaad, atraída por uma proposta de trabalho.

Por enquanto, a Polícia está investigando os fatos e com os resultados redigirá um relatório ao Ministério Público, mas ainda restam dois tópicos para que a investigação avance: estabelecer se o crime prescreveu e estabelecer se o caso cabe à Polícia de Saint Gallen ou à Polícia de Berna — cidade à qual Gstaad pertence.

Renate é a quarta mulher a acusar publicamente Polanski de estupro.

Em 1977, o cineasta reconheceu ter abusado de Samantha Geimer, que à época tinha 13 anos. Ele assumiu a culpa e passou 42 dias preso, enquanto aguardava a sentença. Em liberdade depois de pagar fiança, e com medo de voltar à prisão para cumprir uma condenação maior, ele fugiu para os Estados Unidos, no final de 1978. O caso segue aberto, e entre 2009 e 2010 Polanski passou sete meses em prisão domiciliar na Suíça por um falido pedido de extradição dos Estados Unidos, que nunca se formalizou.

Em 2010, a atriz britânica Charlotte Lewis acusou o diretor de estupro. O caso teria ocorrido quando ela tinha 16 anos, em 1983.

E uma mulher identificada apenas como Robin, formalizou a terceira denúncia por abuso sexual. Ele teria ocorrido em 1973 quando ela tinha 16.

(Com agência EFE)