Pastor americano queima exemplar do ‘Corão’ em igreja

'Foi uma experiência daquelas que temos uma vez na vida', disse Terry Jones

Um polêmico pastor evangélico americano queimou um exemplar do Corão na noite do domingo, em uma igreja de Gainesville, na Flórida. A queima do livro sagrado dos muçulmanos fez parte de um “julgamento” programado pelo pastor Terry Jones dentro de sua igreja, no qual o Corão foi declarado “culpado” de várias acusações, entre elas assassinato. Em seguida a pena foi executada: o exemplar foi queimado.

O livro foi molhado com querosene e colocado em um recipiente de metal no centro do templo da igreja, a Dove World Outreach Center. O exemplar queimou durante dez minutos. “Tentamos dar ao mundo muçulmano uma oportunidade de defesa de seu livro”, afirmou o pastor, que descreveu a queima do livro de “experiência daquelas que temos uma vez na vida”.

Em setembro de 2010, Jones despertou a atenção mundial por seu plano de queimar exemplares do Corão em sua igreja no aniversário dos atentados terroristas de 11 de ssetembro nos Estados Unidos. Após as fortes reações no mundo muçulmano e das críticas de líderes internacionais, incluindo o presidente americano Barack Obama, Jones desistiu da ideia e afirmou que nunca mais voltaria a tentar queimar um Corão. A palavra não foi cumprida.

(Com agência France-Presse)