Papa erra pronúncia e fala palavrão durante bênção

Francisco rapidamente se corrigiu e usou a palavra correta

O papa pode ser considerado pela Igreja Católica infalível em questões teológicas. Mas demonstrou neste domingo que não está livre dos erros de pronúncia. Durante a tradicional bênção para a multidão que se aglomera na Praça São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco soltou um palavrão. Tudo acidental, claro.

Enquanto proferia uma frase, o pontífice argentino utilizou a expressão italiana “cazzo” ao invés da palavra caso. Palavrão de múltiplas traduções, na Itália a expressão refere-se ao órgão sexual masculino e costuma ser usada pelos italianos para enfatizar algo – especialmente em uma frase ofensiva. Francisco, que cometeu o erro nos primeiros minutos da bênção, se corrigiu rapidamente e continuou como se nada tivesse acontecido.

Leia também:

Menino vestido de papa surpreende Francisco na Praça São Pedro

Russell Crowe convida Papa para assistir ao filme ‘Noé’

“Por isso, Jesus muitas vezes criticou os ricos: por causa do alto risco de eles procurarem segurança em suas riquezas. Se cada um de nós não acumular riqueza apenas para si, mas também a serviço dos outros, nesse ‘cazzo’… Nesse caso, a providência de Deus ficará visível por meio desse gesto de solidariedade”, disse o papa.

No início de 2012, a palavra foi usada em outro episódio célebre: por um oficial da Guarda-costeira exasperado com a incompetência e covardia do capitão do transatlântico Costa Concordia, Francesco Schettino, que havia abandonado a embarcação após ela naufragar. “Vada a bordo, cazzo!” (volte a bordo c***!), disse o oficial Gregorio De Falco, ordenando que o capitão voltasse para o navio. A frase passou a estampar camisetas, canecas e outras bugigangas.