Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Opositor cubano Fariñas é libertado após 40 horas preso

Ativista foi detido ao visitar um outro dissidente que faz greve de fome

O opositor cubano Guillermo Fariñas, prêmio Sakharov 2010 do Parlamento Europeu, foi libertado nesta quinta-feira depois de ser detido sem acusação formal. Ele foi liberado após passar 40 horas preso por tentar visitar outro dissidente, que faz uma greve de fome em um hospital, informou o próprio ativista.

“Acabaram de me libertar e não apresentaram acusações. Ainda me sinto um pouco fraco e agredido”, declarou. Ele explicou que foi detido e agredido na terça-feira, na entrada de um hospital de Santa Clara quando pretendia visitar Alcides Rivera, um dissidente que faz greve de fome.

“Não foram os agentes do ministério do Interior que me agrediram, foram os vigilantes do hospital”, esclareceu, acrescentando que foi até ameaçado de morte.

O psicólogo e blogueiro de 49 anos fez em 2010 uma greve de fome de 135 dias pela libertação de presos políticos cubanos.

(Com agência France-Presse)