Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oposição venezuelana: 257 feridos após protestos desta segunda

A oposição foi mais uma vez dispersada com bombas de gás lacrimogêneo lançadas por agentes da força de Nicolás Maduro

O líder opositor venezuelano Henrique Capriles informou que 257 pessoas ficaram feridas durante os protestos contra o governo de Nicolás Maduro em Caracas, na Venezuela, nesta segunda-feira. Segundo Capriles, os manifestantes da oposição foram dispersados com bombas de gás lacrimogêneo lançadas por agentes da força pública.

“Temos no dia de hoje 257 feridos”, disse Capriles durante uma coletiva de imprensa na qual fez um balanço da jornada e convocou uma marcha nesta terça-feira até o Ministério de Interior e Justiça. A oposição tem como objetivo convencer o titular da pasta a diminuir a repressão aos protestos.

Segundo o líder opositor, só no município de Baruta, em Cracas, foram contabilizados 147 feridos, dos quais 46 apresentaram “traumatismos pelo impacto de bombas de gás lacrimogêneo”, 25 sofreram asfixia pelos gases, enquanto outros 64 foram feridos com “balas de borracha, bolas de gude, esferas e barras de metal”.

Além disso, informou que o deputado Carlos Paparoni, que ficou ferido na cabeça ao ser derrubado pelo jato de água lançado por um veículo da Guarda Nacional Bolivariana (GNB), apresentou “traumatismo cranioencefálico”.

Capriles, duas vezes candidato à presidência da Venezuela, afirmou também que desde quando os protestos começaram, em 1º de abril, 62 pessoas já morreram. A Procuradoria da Venezuela, no entanto, situa o total de vítimas em 59, além de outros mais de 1.000 feridos.

(Com EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Carlos Lopes de Oliveira

    O Lularápio deve estar rindo de orelha a orelha.

    Curtir