Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama, Michelle, Gaga, Bon Jovi… o último showmício democrata

"Sou republicano, tenho uma arma, mas estou com ela", disse Bon Jovi. Apesar das celebridades, holofotes ficaram com a primeira-dama Michelle Obama

No encerramento da campanha democrata, na noite desta segunda-feira, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, apostou que os eleitores, nas eleições desta terça, “rejeitarão o medo e vão eleger a esperança”. Ele apresentou a candidata Hillary Clinton como uma “lutadora patriota” e, claro, como sua sucessora na Casa Branca. “Aposto que os homens em todo o país não terão problema em votar no melhor candidato, que resulta em ser uma mulher”, afirmou Obama, durante um grande comício na Filadélfia.

Além disso, o presidente disse estar confiante em que os jovens votarão nesta terça-feira, porque seu futuro “está em jogo” nestas eleições, e que os negros escolham o próximo presidente não pela cor de sua pele, mas por suas aptidões. “Em 2008 eu tive uma chance”, quando era “um homem magro com um nome engraçado”, lembrou Obama. Em sua opinião, os cidadãos não têm que comparecer às urnas “contra” alguém, pois há uma pessoa “extraordinária” em que eles podem votar e ela é Hillary Clinton.

Leia também
Com país dividido, EUA escolhem hoje o novo presidente
Quais são, afinal, as chances de Trump vencer as eleições?
Conheça os escândalos que Hillary e Trump querem esconder

“Ela vai trabalhar” e “não somente ficar tuitando”, enfatizou Obama, em alusão ao candidato republicano, Donald Trump. O presidente pediu ao público para lembrar, que enquanto Hillary foi senadora ou quando atuou como sua secretária de Estado, gozava de grande popularidade, inclusive entre os republicanos, que então consideraram “impressionante” seu trabalho como chefe da diplomacia americana.

Shows e celebridades — A cantora Lady Gaga foi a estrela pop do showmício democrata estrategicamente armado na Filadélfia, a cidade que foi a primeira capital do país e tem sua história muito ligada à independência americana. Os roqueiros Bruce Springteen e Jon Bon Jovi também participaram e animaram os 40.000 presentes no Independence Hall.
Bon Jovi fez um apelo de última hora para que os eleitores americanos votem na candidata democrata. “Sou republicano, tenho uma arma, mas estou com ela”, confessou o artista. Apesar da presença dos cantores, os holofotes ficaram mesmo com o ex-presidente Bill Clinton e a atual primeira-dama Michelle Obama.

Especiais
Conheça as principais propostas dos candidatos
Videográfico explica o complexo processo eleitoral americano

“Falar hoje aqui talvez seja a última e a coisa mais importante que eu posso fazer pelo meu país como primeira-dama”, afirmou Michelle. Os EUA necessitam de um líder “que veja nossa diversidade como uma bênção”, destacou a primeira-dama.”Esta escolha depende de nós. Está em nossas mãos. Se saímos para votar amanhã, Hillary Clinton ganhará”, disse entre aplausos.

O casal Michelle e Barack Obama, Hillary, Chelsea e Bill Clinton no evento na Filadélfia

O casal Michelle e Barack Obama, Hillary, Chelsea e Bill Clinton no evento na Filadélfia (Brian Snyder/)

(Com agências EFE e Reuters)