Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama diz que Romney foi ‘pioneiro’ em transferir empregos dos EUA

Washington, 22 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta sexta-feira que seu provável rival republicano nas eleições de novembro, Mitt Romney, foi ‘pioneiro’ em transferir empregos realizados por trabalhadores americanos a países como China e Índia quando dirigiu nos anos 90 a firma Bain Capital.

‘Não necessitamos um pioneiro da externacionalização no Salão Oval. Necessitamos de um presidente que lute por empregos nos Estados Unidos e isso é o que eu planejo fazer’, disse Obama durante um comício em Tampa, na Flórida.

Obama lembrou que seu plano para reduzir o elevado déficit público contempla deixar de dar incentivos fiscais ‘a empresas que enviam empregos e fábricas para o exterior e recompensar’ as que criam postos de trabalho no país.

O presidente usou para atacar Romney um artigo publicado hoje no jornal ‘The Washington Post’ que afirma que Bain Capital, uma firma financeira dirigida pelo ex-governador de Massachusetts nos anos 90, investiu em empresas especializadas em transferir empregos realizados por americanos a países com salários mais baixos, como China e Índia.

O artigo, feito a partir de uma análise de documentos enviados pela Bain Capital à Comissão de Valores dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês), diz que a empresa de Romney foi uma das pioneiras na transferência de empregos para exterior, mas não está entre as que mais usaram esta prática.

Romney, que será nomeado oficialmente candidato presidencial na convenção Republicana no final de agosto, acusou por várias vezes Obama durante a campanha de ‘destruir’ empregos nos EUA

O desemprego, que subiu em maio pela primeira vez em onze meses e ficou em 8,2%, é uma das principais preocupações dos eleitores americanos.

A campanha democrata focou boa parte de seus ataques contra Romney em seu perfil de homem de negócios à frente da Bain Capital e distante da classe média.

Uma porta-voz da campanha de Romney, Andrea Saul, afirmou que o artigo do não leva em conta o trabalho da Bain Capital de incentivo às exportações dos EUA.

Romney ‘tornará mais fácil e atrativa para as empresas a criação de empregos no país’, defendeu a porta-voz. EFE