Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Número de sírios que fogem à Jordânia dobra em 1 semana

Na segunda-feira, 190 pessoas morreram no país com escalada da violência

O número de refugiados sírios que cruzaram a fronteira com a Jordânia fugindo do conflito que assola seu país dobrou em uma semana, anunciou nesta terça-feira o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur). Segundo os dados desta agência da ONU, entre 21 e 27 de agosto 10.200 pessoas cruzaram a fronteira sírio-jordaniana, enquanto na semana anterior o número era de 4.500.

Leia também:

Leia também: Ban Ki-moon se diz ‘chocado’ com massacre na Síria

Entenda o caso

  1. • Na onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março de 2011 para protestar contra o regime de Bashar Assad.
  2. • Desde então, os rebeldes sofrem violenta repressão pelas forças de segurança, que já mataram milhares de pessoas no país.
  3. • A ONU alerta que a situação humanitária é crítica e investiga denúncias de crimes contra a humanidade por parte do regime.

Leia mais no Tema ‘Guerra Civil na Síria’

Só nesta segunda-feira, mais de 2.500 refugiados sírios abandonaram seu país e entraram na Jordânia. “Os refugiados afirmam que outros milhares estão esperando para atravessar a fronteira, e disseram que foram bombardeados por aviões”, disse em entrevista coletiva a porta-voz do Acnur, Melissa Fleming.

Também nesta terça-feira, o Exército sírio bombardeou durante a madrugada a periferia leste de Damasco, depois da abertura de uma nova frente de batalha nos bairros da região, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Na segunda-feira, 190 pessoas (116 civis, 40 rebeldes e 34 soldados) morreram na Síria, 60 delas na província de Damasco, segundo a ONG com sede em Londres.

(Com agências EFE e France-Presse)