Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nixon colocou espiões atrás de Ted Keneddy

O ex-presidente americano Richard Nixon contratou espiões para vigiar o senador Edward “Ted” Kennedy antes das eleições presidenciais de 1972, revelam fitas divulgadas pela Casa Branca. O republicano considerava que o democrata, morto na terça-feira devido a um câncer cerebral, era uma ameaça muito grande a sua vitória nas urnas e, por isso, queria flagrá-lo traindo sua mulher, Joan.

“Você tem alguém do serviço secreto que me possa conseguir”, perguntou Nixou a seu assessor John Ehrlichman em uma das inúmeras conversas que teve sobre Kennedy no Salão Oval, segundo reportagem da agência de notícias Associated Press. Ao receber uma afirmativa, ele ordena: “Coloque um… Coloque agentes para espioná-lo. Isso pode ser muito útil”.

A gravação é parte de uma série de fitas divulgadas pelo governo americano ao longo dos anos e que podem ser encontradas no site nixontapes.org. Em uma delas,por exemplo, o ex-presidente conversa com seus homens sobre as férias de Kennedy no Havaí. “Ele fez alguma coisa?”, pergunta Nixon, em setembro de 1971. “Não, ele está limpo. Foi para o Havaí sozinho”.

A ideia de pegar Kennedy com outra surgiu após o acidente de Chappaquiddick, quando o carro em que estava o democrata e a ex-secretária de seu irmão, May Jo Kopechne, caiu em um canal. Mary, com quem Ted Kennedy foi acusado de ter uma “conduta imoral”, morreu no episódio.

Para Luke Nichter, funcionário da Casa Branca e responsável pelas gravações, o ex-presidente “nunca esqueceu sua derrota humilhante para John F. Kennedy nas eleições presidenciais de 1960”. “Nixon não queria simplesmente vencer Ted Kennedy, ele queria destruí-lo”, afirmou.