Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mulher do golpista Madoff é processada mesmo após abandonar luxos

A mulher do fraudador Bernard Madoff, Ruth Madoff, está sendo processada por “levar uma vida de esplendor”. Segundo o administrador responsável pelos bens de Madoff, Irving Picard, Ruth sempre viveu em meio ao luxo proporcionado pelas fraudes planejadas pelo marido. Picard exige que Ruth Madoff devolva 45 milhões de dólares (84,6 milhões de reais).

Picard disse ainda que tem dificuldade para acreditar que Ruth não sabia dos golpes do marido, ainda mais porque ela trabalhou em uma empresa fundada e chefiada por Bernard Madoff. Recentemente, Ruth também saiu da casa, em Manhattan, no valor de sete milhões de dólares (cerca de 13 milhões de reais), onde viveu com o marido durante os 49 anos de casamento, e entregou outras duas propriedades.

Sua fortuna ficou reduzida a 2,5 milhões de dólares (4,7 milhões de reais). Para o advogado de Ruth Madoff, Peter Chavkin, o processo é ilegal, uma vez que sua cliente já prestou contas à Justiça em junho. Ainda de acordo com Chavkin, o procurador-geral determinou que Ruth tinha o direito de manter seus bens (2,5 milhões de dólares), pois eles não estariam ligados à fraude.

Irving Picard insiste no processo e quer que o tribunal obrigue Ruth Madoff a pagar os 44,8 milhões de dólares (cerca de 84 milhões de reais) que teriam sidos obtidos por meio de golpes. Segundo Picard, esse dinheiro será usado para pagar as vítimas de Bernard Madoff. Enquanto isso, Ruth tem de se adaptar a uma nova rotina: ao invés de limosine, usa o metrô, e se esconde com óculos escuros para tentar não ser reconhecida por alguma das vítimas dos golpes do marido.