Morre Manuel Noriega, ex-ditador do Panamá

Militar, que comandou o país entre 1983 e 1989, tinha 83 anos

O ex-ditador do Panamá Manuel Noriega morreu aos 83 anos na noite de segunda-feira, informou uma fonte ligada à família. A causa da morte não foi revelada.

O presidente do país, Juan Carlos Varela, escreveu em sua conta no Twitter que “a morte de Manual A. Noriega fecha um capítulo em nossa história”. Noriega comandou o país de forma autocrática entre 1983 e 1989, quando foi deposto após uma invasão dos Estados Unidos.

Depois de deixar o poder, cumpriu 17 anos de prisão nos EUA por tráfico de drogas. Ele também ficou preso na França, por lavagem de dinheiro, e no Panamá, pelo assassinato de opositores.

Nos últimos anos, Noriega sofreu com diversas doenças, como bronquite e pressão alta. No início deste ano, foi operado para a retirada de um tumor benigno no cérebro. O ex-ditador deixa a mulher, Felicidad, e as filhas Lorena, Thays e Sandra.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. O corpo sem vida de um finado cadáver de um defunto morto comunista miserável.
    Vá lá, Serra, beijar o caixão dele tambem.

    Curtir

  2. Hilton Perantunes

    Comunista? Noriega esteve na folha de pagamento da CIA dos anos 70 até se tornar dispensável por “saber demais”, e esteve envolvido no Irã-Contras. Esse foi cria dos EUA.

    Curtir

  3. Vai tarde!

    Curtir