Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mianmar: Partido governista reconhece derrota e Suu Kyi caminha para vitória

A vencedora do prêmio Nobel da Paz lidera o partido opositor nas primeiras eleições diretas no país desde 1962

O partido governista de Mianmar reconheceu nesta segunda-feira derrota nas eleições gerais. Com isso, a oposição liderada pela líder pró-democracia Aung San Suu Kyi caminha para uma vitória que irá garantir a formação do próximo governo. “Perdemos”, disse à agência Reuters o presidente em exercício do Partido União, Solidariedade e Desenvolvimento, Hatay Oo, em entrevista um dia após a primeira eleição nacional livre do país em um quarto de século.

A comissão eleitoral começou posteriormente a anunciar os resultados parciais eleitorais de domingo. Todos os doze primeiros locais anunciados foram ganhos pela Liga Nacional da Democracia, da ganhadora do Nobel da Paz Suu Kyi.

Leia também

Eleições legislativas terminam em Mianmar em clima de aparente calma

A Liga informou que a partir de sua própria contagem de votos pelo país estava a caminho de obter mais de 70% dos assentos no Parlamento, mais de dois terços do necessário para formar o primeiro governo de Mianmar eleito de forma democrática desde 1962, quando o país ainda se chamava Birmânia. “Eles precisam aceitar os resultados, embora não queiram”, disse o porta-voz da Liga Win Htein, acrescentando que na altamente populosa região central o partido estava a caminho de conquistar mais de 90% dos assentos.

Embora a eleição pareça uma derrota decisiva para o atual governo, um período de incerteza ainda paira sobre o país, porque não é certo como será a relação de Suu Kyi com o Exército, ainda muito presente na vida política do país apesar do fim da ditatura que durou quase 50 anos, em 2011.

(Com agência Reuters)