Merkel: ‘União Europeia está em uma situação crítica’

Para a líder alemã, a cúpula informal de Bratislava deve mostrar que "queremos trabalhar juntos para resolver os problemas que temos na Europa"

A União Europeia (UE) está em uma “situação crítica”, declarou nesta sexta-feira a chanceler alemã, Angela Merkel, ao chegar à cúpula de presidentes europeus celebrada sem o Reino Unido em Bratislava, onde tentarão “resolver os problemas” na Europa.

“Estamos em uma situação crítica. Temos que mostrar com nossas ações que podemos melhorar” no campo da segurança interior e exterior, da luta contra o terrorismo, da cooperação em matéria e defesa, e em temas como o crescimento e o emprego, acrescentou Merkel. A decisão dos britânicos, em referendo, de abandonar a UE abriu outra crise no seio do bloco que, a partir deste encontro de 27 na capital eslovaca, tentarão impulsionar novamente o projeto europeu, apesar das divergências entre os Estados.

Leia também
Italiana se suicida após ter vídeos íntimos divulgados na web
Premiê português manda opositor “caçar pokémons”
UE irá mudar forma de controle de turistas (e afetar brasileiros)

A primeira resposta às preocupações de 500 milhões de europeus passará principalmente pela segurança e defesa. “Falaremos sobre a proteção de nossas fronteiras exteriores, sobre a luta contra as causas da migração”, explicou a chanceler alemã, criticada em seu país por sua abertura a acolher refugiados. Para Merkel, a cúpula informal de Bratislava deve mostrar que “queremos trabalhar juntos para resolver os problemas que temos na Europa”.

(Com agência France-Presse)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Boa parte dessa crise vem exatamente das ações de Merkel – a crise dos “refugiados” (que virou um escambo entre benefícios sociais X mão de obra barata, com efeito colateral na segurança pública), sua devoção ao projeto da União Europeia, com suas comissões de burocratas que atropelam as leis, a soberania e os interesses dos cidadãos de cada país europeu, e a situação insustentável de ter parte dessa União (no caso, a Alemanha) servindo de trator da economia, tendo que arrastar outras nações (a Grécia). Daqui a pouco os europeus do continente irão pedir ajuda aos ingleses, para resolver as crises criadas pela Alemanha e a França – epa! parece que voltamos no tempo para 1939.

    Curtir

  2. Pois é, dona Ângela Merkel: nada como a realidade do dia seguinte para mostrar as falhas das suas decisões equivocadas.

    Curtir

  3. Deveria perder o cargo por ter autorizado uma invasão em massa na Europa e ter colocado os europeus que pagam o seu salário em risco.

    Curtir

  4. Martinus Felix

    A União Européia é um grande fracasso e tantos anos depois da segunda guerra é justamente uma alemã, a Angela Merkel, que se acha dona desse clube antidemocrátrica.

    Curtir